InícioNotíciasPolíticaBrasiliense organiza baile para arrecadar dinheiro para tratar endometriose

Brasiliense organiza baile para arrecadar dinheiro para tratar endometriose

Após 10 anos sem diagnóstico, Lu Ferreira, 41 anos, ativista não binário e agente cultural de Brasília, recebeu a notícia de que tem endometriose aguda. A condição, caracterizada por dores intensas, menstruação abundante e cansaço excessivo, acomete uma em cada dez mulheres, segundo o Ministério da Saúde.

Apesar de não ter cura, existem tratamentos que podem oferecer à pessoa qualidade de vida. Os mais utilizados para o diagnóstico e mitigação da endometriose são a ultrassonografia pélvica transvaginal, dosagem de marcadores, ressonância magnética, colonoscopia e cistoscopia.

Para arrecadar fundos para tratar a doença, Lu Ferreira organizou um evento beneficente, denominado Baile da Saúde, que contará com a presença de artistas brasilienses de renome, como Ellen Oléria, Karla Testa, DJ Loly, Barbichinha e apresentação da jornalista Maria Paula de Andrade.

Foto-evento-beneficente

Para arrecadar fundos para tratar a doença, Lu Ferreira organizou um evento beneficente, denominado Baile da SaúdeReprodução/ Instagram

Foto-lu-ferreira (1)

Lu Ferreira, 41 anos, ativista não binário e agente cultural de BrasíliaReprodução/ Instagram

Foto-lu-ferreira (2)

Lu Ferreira, 41 anos, ativista não binário e agente cultural de BrasíliaReprodução/ Instagram

O baile acontecerá no Calaf Brasília – Setor Bancário Sul, Quadra 2, BL Q, Lojas 5/6 – Asa Sul, em 23 de fevereiro. Os ingressos variam entre R$ 20 e R$ 44 e podem ser adquiridos no site Sympla ou na bilheteria. O valor arrecadado será destinado ao tratamento de Lu.

A endometrioseA doença é caracterizada pela inflamação do sistema reprodutivo feminino. Ela ocorre quando células do endométrio (tecido que reveste o útero por dentro) não são expelidas durante a menstruação e migram para outras regiões do corpo, como o ovário, as trompas e o intestino, por exemplo.

Apesar de ter relação com fatores genéticos e imunológicos, ainda não existe definição para a causa da doença. Da mesma forma, também não é tão simples diagnosticá-la, pois seu principal sintoma é a dor pélvica intensa e incapacitante, e esse incômodo geralmente não recebe atenção por ser confundido com cólicas menstruais.

Como é um problema crônico, o acompanhamento sobre ele deve ser feito com frequência. Também é preciso entender o grau da condição para prosseguir com um tratamento adequado para cada caso.

3 Cards_Galeria_de_Fotos (7)

A endometriose é uma doença crônica do sistema reprodutor feminino. Ela surge quando o endométrio, tecido que reveste o útero por dentro, se movimenta em sentido oposto durante a menstruação e pode atingir vários locais na cavidade abdominal, como ovário, intestino e bexigaGetty Images

*****Foto-mulher-sem-camisa-com-mao-na-barriga.jpg

Ela afeta mulheres em idade reprodutiva e tem origem desconhecida, apesar de em alguns casos ter influência genética. Não há evidências de que a doença tenha cura, contudo, existem tratamentos envolvendo anticoncepcional ou, em casos mais sérios, cirurgiasGetty Images

*****Foto-mulher-segurando-na-barriga-1.jpg

A endometriose é uma doença caracterizada por dores intensas durante o período menstrual, chegando a incapacitar mulheres de exercerem suas atividades habituais,. Além disso, é comum dores durante relações sexuais, dificuldade em engravidar, dor e sangramento intestinais e urináriosGetty Images

*****Foto-mulher-segurando-na-barriga-5.jpg

Sangramento menstrual desregulado e intenso, sangramento fora do período menstrual, cansaço, fadiga e dor na base das costas ou na parte inferior do abdômen durante a menstruação podem indicar a presença da doençaGetty Images

*****Foto-mulher-segurando-na-barriga-3.jpg

Os sintomas da endometriose podem iniciar dias antes da menstruação e terminar dias depois. As dores também podem variar de pessoa para pessoa, tanto em relação à intensidade quanto à frequência. Aliás, a intensidade da dor pode não estar relacionada a extensão da doença. Em outras palavras, pessoas que sentem mais dor podem ter doença menos extensa e vice versaGetty Images

*****Ilustracao-endometriose.jpg

O diagnóstico da doença é clínico, apesar de não ser tão simples detectá-la. Recorrer a exames de imagem é o método mais comum, como a ultrassonografia transvaginal e a ressonância magnética da pelveGetty Images

*****Foto-mulher-segurando-na-barriga-4.jpg

É muito importante estar atenta aos sintomas e procurar com urgência um médico especialista ao suspeitar da presença da enfermidade. A demora em diagnosticar os focos da doença pode levar ao estado mais grave do quadro, quando é necessário partir para uma intervenção cirúrgicaGetty Images

******Foto-mulher-sentada-em-maca-de-hospital-conversando-com-outra-mulher.jpg

Outro problema ocasionado pela condição é a infertilidade feminina. Contudo, isso não quer dizer que a gravidez não seja possível. Mulheres com endometriose podem engravidar. Na verdade, tudo dependerá da extensão da doençaGetty Images

******Foto-pessoa-segurando-um-boneco-em-formato-de-ultero.jpg

Atualmente, segundo o Ministério da Saúde, a estimativa é que cerca de 8 milhões de brasileiras sofram com essa condição de saúdeGetty Images

Saiba como ajudar Lu FerreiraData: 23/04/2023

Local: Calaf Brasília – Setor Bancário Sul, Quadra 2, BL Q, Lojas 5/6 – Asa Sul

Horário:17h às 22h30

Ingresso: R$ 20,00 (antecipado no Sympla) ou R$ 44,00 (na bilheteria)

PIX Solidário: 61982212202 (Celular)

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Líderes europeus criticam imigração ilegal em evento em Madri

Premiê da Itália e a deputada francesa Marine Le Pen pediram fortalecimento das fronteiras...

Espanha exige desculpa de Milei por xingar esposa do primeiro-ministro

Tomas Cuesta/Getty Images 1 de 1 Foto colorida de Javier Milei, presidente da Argentina...

Paulo Pimenta expõe divergências com Eduardo Leite sobre as enchentes no RS

O ministro Paulo Pimenta, designado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para coordenar...

Estragos no RS não são motivo para “liberou geral”, diz Bruno Dantas

Presidente do TCU afirma ver no ministro da Fazenda, Fernando Haddad, um aliado para...

Mais para você