InícioEditorialChuva causa caos em São Paulo pelo quarto dia consecutivo

Chuva causa caos em São Paulo pelo quarto dia consecutivo

A cidade de São Paulo está novamente em estado de atenção devido à chuva que ocorreu no final da tarde desta quinta-feira, 11. As marginais Tietê e Pinheiros estão em estado de atenção para alagamentos. A Defesa Civil estadual informou que houve raios, e a chuva afetou municípios vizinhos. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) emitiu um alerta às 17h20 para todas as regiões da cidade. No momento, a capital paulista está fora do estado de atenção, mas deve voltar a chover durante a madrugada. Esta é a quarta vez consecutiva nesta semana que a cidade enfrenta mau tempo. Na terça-feira, 9, um idoso de 62 anos morreu eletrocutado na Vila Clementino, zona sul, após ser atingido por um cabo de energia que caiu durante a tempestade. Na quarta-feira, 10, o temporal causou caos na cidade, com 19 pontos de alagamento, sendo 17 deles intransitáveis. Motoristas tiveram que manobrar ou voltar em marcha à ré para subir na contramão a alça de acesso da ponte das Bandeiras, sentido centro. O túnel do vale do Anhangabaú estava fechado devido ao alagamento, exigindo um desvio pela região do largo São Bento, também cheio de água e lixo nas ruas. Um barranco desabou próximo a um prédio na região do Capão Redondo, zona sul, causando a interdição de duas casas em uma comunidade vizinha pela Defesa Civil. Na terça-feira, a chuva e as rajadas de vento destelharam hangares do aeroporto Campo de Marte, na zona norte de São Paulo.

Segundo o CGE, até a tarde desta quinta-feira foram registrados 72,6 mm de chuva em janeiro, o que representa cerca de 28,3% da média esperada para o mês. Na Região Metropolitana de São Paulo, em Osasco, um deslizamento de terra na noite de quarta-feira resultou na interdição preventiva de 28 casas no Jardim Bonança, com 62 pessoas desalojadas, de acordo com a Defesa Civil. Em todo o Estado, desde o início da semana, os bombeiros receberam quase 600 chamados para queda de árvores, sendo que uma delas causou a morte de um homem de 58 anos na terça-feira, quando ele saiu do carro para abrir o portão de casa. A previsão é de chuva forte até pelo menos sexta-feira, 12, devido à ação de um cavado próximo a São Paulo, que é uma área de baixa pressão atmosférica alongada que direciona umidade para a atmosfera. Os cavados são como uma linha alongada, próximos a centros de baixa pressão atmosférica, que aumentam o volume de umidade e, consequentemente, a quantidade de chuva. Durante a madrugada de quinta para sexta-feira, espera-se a formação de um centro que causará as chuvas mais intensas da semana, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

SEC aprova primeiro ETF de Ethereum: um novo marco para o mercado de criptomoedas

Em um passo histórico para o universo das criptomoedas, a Comissão de Valores Mobiliários...

RS tem 10 dias para explicar mudança em código ambiental, diz Fachin

Ministro do STF leva ação apresentada pelo PV que alega retrocesso ambiental para julgamento...

Infrator de alto risco, adolescente que matou os pais é transferido

São Paulo — O adolescente de 16 anos que matou a família na última...

Mais para você