InícioEditorialChuvas no Rio Grande do Sul afetam quase 1,5 milhão de pessoas

Chuvas no Rio Grande do Sul afetam quase 1,5 milhão de pessoas

De acordo com o último boletim da Defesa Civil divulgado nesta quarta-feira (8), 1,48 milhão de pessoas foram impactadas de alguma forma pelas inundações no Rio Grande do Sul e até o momento 163,8 mil estão desabrigadas. Dos 497 municípios gaúchos, 425 sofreram alguma consequência dos temporais. As cidades atingidas já representam 85% do total. O impacto das fortes chuvas que afetam o Estado gaúcho há mais de uma semana já resultou em 100 mortes confirmadas e 130 pessoas desaparecidas até o momento.

O documento diz, ainda, que cerca de 520,7 mil indivíduos estão vivendo em áreas que precisaram ser evacuadas devido às enchentes que assolam o Estado. A maioria dos moradores de regiões que devem ser evacuadas vive na capital. Segundo a prefeitura de Porto Alegre, mais de 12 mil pessoas precisaram ser acolhidas em 124 abrigos provisórios administrados pelo município e por entidades parceiras.

Mesmo com a redução do nível do Rio Guaíba para 5,03 metros – que continua mais de dois metros acima da cota de inundação (3 metros) – a situação é preocupante. A recuperação total pode levar pelo menos 30 dias, segundo projeções do Instituto de Pesquisas Hidráulicas da UFRGS.

Outras cidades como Canoas, Eldorado do Sul, São Leopoldo, Cruzeiro do Sul, Pelotas, Rio Grande e Guaíba também foram severamente afetadas pelas enchentes, com ordens de evacuação e milhares de desalojados.

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasileiros preferem Michelle a Janja, diz Paraná Pesquisas

Dos entrevistados, 43% dizem gostar mais da ex-primeira-dama do que da atual; 16% não...

Exclusivo: prima de cantora famosa estará em game show da Record

As gravações do novo game show da Record, o Acerte ou Caia, que será...

Entidade israelista no Brasil critica Lula: “Michel ficou para trás”

Instituições e movimentos israelitas no Brasil divulgaram notas em que lamentam a morte do...

Mais para você