InícioNotíciasPolicialComerciantes do Lobato pagam até R$ 200 por semana a traficantes para...

Comerciantes do Lobato pagam até R$ 200 por semana a traficantes para evitar punições

Após uma loja de autopeças sofrer um incêndio na Avenida Suburbana, no bairro do Lobato, em Salvador, na madrugada dessa quinta-feira (15), comerciantes da região suspeitam que a ação pode ter sido provocada por traficantes, que cobrariam taxas de “pedágio” e puniriam os proprietários que não cumprem a exigência.
 
A informação foi dada por pessoas que trabalham no bairro, sob anonimato, por medo de represálias. Segundo elas, os valores são extorquidos semanalmente e podem chegar a R$ 200, a depender do tamanho do estabelecimento. Os comerciantes que atrasam o pagamento ou se recusam a pagar podem ter suas lojas destruídas.

Na loja de autopeças, o incêndio começou por volta de 1h da madrugada, segundo o Corpo de Bombeiros, que controlou as chamas no início da manhã. O local ficou completamente destruído. A reportagem procurou o proprietário para saber o valor da perda e a suspeita de incêndio criminoso, mas não houve retorno.

Loja incendiada na madrugada dessa quinta-feira (15) (Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

De acordo com a Defesa Civil de Salvador (Codesal), a estrutura do imóvel foi comprometida, devido ao desabamento da laje. No início da tarde dessa quinta-feira (15), todos os escombros e produtos incendiados já haviam sido retirados do local pelos funcionários. 

A avenida ficou congestionada até o início da tarde por causa do trabalho dos bombeiros e da equipe da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb). Agentes da Neoenergia Coelba também estiveram no local mas, segundo o órgão, o deslocamento foi preventivo, e a distribuição de energia elétrica não foi comprometida. 

Extorsão
A Polícia Civil foi procurada para saber se há investigações em andamento sobre as denúncias da cobrança de ‘pedágio’ para os comerciantes do bairro, mas até a publicação desta matéria não houve retorno.

Outro incêndio ocorrido há 15 dias, em uma loja próxima a de autopeças, chama mais atenção para as suspeitas dos comerciantes. A polícia foi questionada, mas também não respondeu se os dois casos são investigados como criminosos. Apesar da falta de respostas das autoridades, os comerciantes do Subúrbio Ferroviário já sofrem com a ação de grupos criminosos há pelo menos três anos. 

Em 2020, uma reportagem do CORREIO mostrou que eles pagavam até R$ 100 por semana a traficantes do Comando da Paz (CP) para não serem mortos, e que os donos de  estabelecimentos do Lobato eram os que mais sofriam. Na época, dez ferros-velhos fecharam as portas por causa do tráfico.

“Os traficantes começaram a levar panfletos para os comerciantes, avisando que a partir daquele momento teriam que pagar uma taxa semanal. Depois disso, o pagamento passou a ser feito por depósito bancário. Eles enviam áudios ameaçando a gente”, disse uma das fontes ao CORREIO, na época. 

A debandada do bairro também foi engrossada após os assassinatos do reciclador Robson dos Santos Batista, 35, e do sobrinho dele, Osmar Gonçalves Batista Neto, 29 anos, no ferro-velho da família, no Lobato. Eles foram mortos em 2019 por dois homens armados que chegaram no local disparando vários tiros contra eles e um outro funcionário, que ficou ferido. A motivação e autoria seguem desconhecidas. 

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Bivar tenta adiar eleição para a presidência do União Brasil

Atual presidente quer se manter no cargo, mas tem pouco apoio interno; político quer...

Conselho do Atlético-MG Aprova Aporte Significativo de R$ 200 Milhões

Foto:Pixabay O Conselho Deliberativo do Atlético-MG deu o sinal verde para um aporte financeiro substancial...

Inscrições para o concurso da Caixa começam nesta quinta-feira (29/2)

Rafa Neddermeyer/Agência Brasil 1 de 1 Foto colorida de Prédio da Caixa Econômica Federal,...

Teste identifica risco de câncer no esôfago anos antes dos sintomas

O câncer de esôfago é diagnosticado em 11 mil pessoas a cada ano no...

Mais para você