InícioEditorialPolítica NacionalDallagnol venceu por 6 a 0 no TRE que julgará Moro, mas...

Dallagnol venceu por 6 a 0 no TRE que julgará Moro, mas acabou cassado por unanimidade no TSE

Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputados/Arquivo

Deltan Dallagnol 01 de abril de 2024 | 09:51

O resultado do julgamento pela cassação do mandato do senador Sergio Moro no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) nesta semana está carregado de simbolismo, mas terá efeito prático nulo sobre o futuro do ex-juiz.

Isso porque o resultado do julgamento que se inicia nesta segunda (6) será questionado por meio de recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). E os ministros que integram a Corte em Brasília poderão reverter a decisão dos magistrados do Paraná, qualquer que seja ela.

Há precedentes eloquentes, como o do ex-procurador da República Deltan Dallagnol.

Quatro dias depois de eleito deputado federal, em outubro de 2022, ele enfrentou um julgamento no TRE-PR sobre a legalidade do registro de sua candidatura.

Por 6 a 0, os desembargadores paranaenses rejeitaram três pedidos de impugnação contra Dallagnol.

Ele assumiu o cargo em janeiro de 2023 –mas permaneceu na Câmara dos Deputados por apenas cinco meses.

Em maio, o TSE reformou o acórdão da Corte Eleitoral do Paraná que havia aprovado o registro da candidatura. E ela foi cassada, obrigando Dallagnol a deixar o parlamento.

De acordo com advogados eleitorais do Paraná ouvidos pela coluna, a expectativa é idêntica no caso Moro.

O TSE não teria compromisso algum com o resultado do julgamento do TRE-PR, o que transformaria a Corte paranaense em um tribunal de passagem: o processo tem que ser julgado nela, mas a palavra final é de Brasília.

E, no TSE, Moro teria maior dificuldade de fazer valer seus argumentos de que é inocente.

O ex-juiz é alvo de duas ações que o acusam de abuso de poder econômico, caixa dois e utilização indevida dos meios de comunicação social em sua pré-campanha em 2022. Elas são movidas pelo PL (Partido Liberal) de Jair Bolsonaro e pela Federação Brasil da Esperança, que reúne PT, PC do B e PV, legendas da base do governo Lula.

As ações serão analisadas em conjunto. Moro nega a prática dos crimes.

Mônica Bergamo/Folhapress

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Comunicado da EMBASA – População de Medeiros Neto

Para possibilitar manutenção emergencial no sistema de captação de água de Medeiros Neto, o...

Os benefícios do jogo responsável em cassino online – Como se divertir com segurança?

Os cassinos e as casas de apostas online se transformaram numa alternativa popular de...

Dicas para contratar uma empresa de Marketing que vai impulsionar o seu negócio

Na era digital, o marketing é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Mas...

Revolução dos Cravos faz 50 anos com direita no poder em Portugal

Movimento veio do descontentamento com o regime ditatorial do Estado Novo; marcou a derrubada...

Mais para você