InícioEditorialPolítica NacionalDois impasses atrapalham federação entre PP e União Brasil

Dois impasses atrapalham federação entre PP e União Brasil

Duas grandes barreiras emperraram as negociações para formar um federação partidária entre PP e União Brasil, costura que vem sendo feita desde o fim do ano passado. Segundo apurou a Satélite, os entraves ainda existentes estão na conta da União Brasil. O primeiro deles é a resistência do deputado federal pernambucano Luciano Bivar, presidente nacional do partido, que exige o comando da federação, e do senador Davi Alcolumbre (AC), que teme perder poder de fogo na disputa pela presidência do Senado em 2025. O segundo tem relação com dificuldades em estados como Paraíba, Rio de Janeiro e São Paulo. Da parte do PP, de acordo com cardeais do partido ouvidos pela coluna, todos os problemas já foram resolvidos.

Pano de fundo
Os impasses foram o pano de fundo para o recente tuíte em que o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), afirma que, da parte da legenda, as conversas já foram encerradas. Em síntese, Ciro diz que só volta à mesa quando a União Brasil superar os conflitos internos.

Dividir para conquistar
Parlamentares que trabalham ativamente para concretizar o casamento do PP com a União Brasil afirmam que o naufrágio nas conversas entre ambos só interessa ao governo federal. O raciocínio é baseado na matemática política. Caso as siglas se unifiquem, alcançariam 108 deputados e 16 senadores, tornando-se o maior player do Congresso. O que obrigaria a articulação do Palácio do Planalto a redobrar os esforços para  negociar com partidos que, uma vez juntos, somariam 21% e 18% da Câmara e do Senado, respectivamente. Ao governo, interessa muito pouco lidar com um gigante capaz de definir o jogo em Brasília.

Separação de bens
Já o PDT, convicto de que a eventual federação com o PSB ainda está muito longe da realidade, se movimenta para criar um bloco na Câmara dos Deputados com mais outros três partidos. Além de PSB, os líderes pedetistas querem atrair ainda PSDB, Avante e Solidariedade. “A meta é alcançarmos cerca de 60 parlamentares. O que nos daria força no Congresso para competir em pé de igualdade com bancadas fortes”, afirmou o deputado federal Félix Mendonça Júnior, presidente do PDT na Bahia e um dos principais entusiastas do blocão.

Mal do peixe
Em meio ao clima tenso gerado pela  onda de invasões dos sem-terra no interior baiano, as declarações em que o vice-governador Geraldo Júnior (MDB) defendeu as ofensivas do MST como “ocupações” irritaram os caciques emedebistas no estado. Como se sabe, a imensa maioria dos políticos graúdos do MDB possui laços fortes com produtores rurais e barões do agro, além dos negócios que muitos deles têm no setor.

Lei do retorno
Lideranças governistas temem o efeito da volta dos trabalhos 100% presenciais na Assembleia a partir desta semana, após pressão da tropa oposicionista. Acham que, com nomeações de segundo e terceiro escalões parados na mesa do governador Jerônimo Rodrigues (PT), será difícil reunir quórum para pautas da cota do Poder Executivo.

“Dona Olga, primeira mulher a comandar uma prefeitura na Bahia, abriu caminho para centenas de outras que entraram na vida pública. Sua gestão em Igaporã  é até hoje referência” ACM Neto, ex-prefeito de Salvador, ao lamentar a morte de Olga Laranjeira aos 95 anos, no sábado passado. Ela governou a cidade do Sudoeste baiano de 1967 a 1970 e era avó do deputado estadual Manuel Rocha (União Brasil)  

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Eduardo Bolsonaro elogia sheik árabe por doações ao RS

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) disse que Mohammed Bin Zayed é o “maior...

Irã: vice diz que resgate fez contato com passageiros de helicóptero

Getty Images 1 de 1 Imagem colorida de Ebrahim Raisi - Metrópoles ...

Enchentes no RS afetam 2,3 milhões de moradores e causam 157 mortos

As enchentes no Rio Grande do Sul elevaram neste domingo (19) o número de...

Lamborghini bate em moto depois de assalto na Faria Lima, em SP

Motorista atingiu assaltante, mas também bateu contra um poste; o suspeito fugiu a pé...

Mais para você