InícioEditorialPolítica NacionalEduardo critica Lula e ministros em reunião com Lewandowski

Eduardo critica Lula e ministros em reunião com Lewandowski

Deputado discute investigação sobre fake news com o titular do Ministério da Justiça e diz que governo é “altamente ideológico”

Da esquerda para a direita, o deputado Eduardo Bolsonaro, o ministro Ricardo Lewandowski, a deputada Caroline de Toni e o deputado Paulo Bilynskyj Jamile Ferraris/MJSP – 15.mai.2024

PODER360 15.mai.2024 (quarta-feira) – 23h55

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) criticou nesta 4ª feira (15.mai.2024) durante reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, a investigação de integrantes do Legislativo e internautas por postagens em redes sociais. 

Segundo o filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), Lewandowski teria dito que não partiu dele a iniciativa. Eduardo afirmou o atual chefe do órgão teria dito que foi um pedido do ministro da Secom (Secretaria de Comunicação Social), Paulo Pimenta. 

“Eu mencionei que nunca no governo Bolsonaro um parlamentar foi investigado a pedido de um ministro ou do presidente e que esta situação não caia bem na relação democrática governo-Congresso”, disse Eduardo em seu perfil no X (ex-Twitter). 

O congressista fez afago a Lewandowski enquanto criticou outros ministros da atual gestão.

“O governo Lula conta com ministros altamente ideológicos como Paulo Pimenta, que pretendem aniquilar a oposição censurando todos os críticos de Lula sob a esfarrapada desculpa de fake news“, declarou. 

Os congressistas Caroline de Toni (PL-SC) e Paulo Bilynskyj (PL-SP) também estiveram presentes no encontro, realizado na sede do órgão, em Brasília. Eles conversaram sobre o inquérito de fake news.

CÂMARA X PAULO PIMENTA A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania) da Câmara dos Deputados aprovou na 3ª feira (14.mai) um convite Pimenta para que ele conceda explicações sobre suposta “censura” à oposição ao governo.

Os deputados da comissão querem que o ministro preste informações sobre o pedido de abertura de inquérito feito na semana passada, com o objetivo de que a PF (Polícia Federal) investigue opositores por supostamente espalharem fake news sobre a ajuda federal ao Rio Grande do Sul.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Fiocruz diz que cerca de 3.000 instalações de saúde no Rio Grande do Sul foram afetadas pelas enchentes

Um levantamento recente realizado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) trouxe à tona uma realidade...

Anatel aprova novo sistema de alertas de emergência

Aviso aparecerá sobreposto às telas abertas nos celulares; utilização ainda depende de treinamento com...

Antes de nascer, filho de Viih Tube bate 100 mil seguidores nas redes

Viih Tube e Eliezer revelaram, neste sábado (25/5), que a filha Lua ganhará um...

Homem agredido por morador de rua no Sudoeste é agente da PF

O homem que foi agredido por um jovem em situação de rua, na tarde...

Mais para você