InícioEntretenimentoCelebridadeEx-Record TV desabafa sobre Roberto Cabrini: “Estou decepcionado”

Ex-Record TV desabafa sobre Roberto Cabrini: “Estou decepcionado”

Nesta quarta-feira (24/4), a coluna Fábia Oliveira conversou, com exclusividade, com o jornalista Elian Matte, demitido da Record TV após denunciar ter sido vítima de assédio sexual. O profissional, que estava afastado, cumprindo suas funções em home-office por conta do diagnóstico de Síndrome de Burnout, desabafou sobre o tratamento que recebeu de Roberto Cabrini, com quem trabalhava.

Matte registrou nova queixa – desta vez, contra Angelica Balbin, da direção do programa Câmera Record, comandado pelo apresentador, alegando ter sido enganado para que assinasse seu desligamento. No entanto, Elian está respaldado pelo canal, que atestou acidente de trabalho, na ocasião que ele foi perseguido por Márcio.

Segundo o rapaz, Cabrini o procurou para esclarecer sobre a decisão da Record, reforçando que o compreendia, mas que produzir à distância prejudicava a integração dele com a equipe:

“Hoje ele mandou uma mensagem ‘justificando’ que até entendeu a demissão pelo fato de eu estar em home-office, defendendo a diretora do programa dele com unhas e dentes, dizendo que ela só cumpriu ordens”, contou num bate-papo exclusivo com esta colunista.

Elian seguiu: “Estou decepcionado com o Cabrini. Apesar de todos os atestados [de saúde], ele tenta justificar o home-office para a demissão, de alguém em tratamento de saúde, para um problema que ele repudiou em novembro [do ano passado]”.

Matte reforçou que, por mais que Roberto tentasse amenizar que o desligamento não foi por conta do home-office, ele frisava que a falta de integração com o resto da equipe foi o ponto crucial. “As pessoas que não passaram pelo que eu passei lá dentro não sabem, esperava o mínimo de respeito, principalmente da Angélica”, ressaltou.

Diretor da Record TV acusado de assédio – ABRE (1)

Jornalista Elian Matte registrou boletim de ocorrência contra o diretor do setor de RH da Record TV, Márcio Santos Reprodução/Redes Sociais

Diretor da Record TV acusado de assédio – ABRE

Jornalista acusa diretor da Record de assédio. Veja detalhes do B.O. Reprodução/Redes Sociais

Márcio Santos, diretor da Record TV e Elian Matte, vítima de assédio

Reprodução

O jornalista ainda revelou que, num momento da conversa, Cabrini pediu que ele levantasse a cabeça, pois tinha muito o que viver: “Eu concordei com e avisei que estava entrando com uma liminar, pedindo que eu fosse reintegrado, já que eu fui demitido durante tratamento médico e conforme lei”.

“Uma emboscada”

O profissional, que estava afastado do trabalho presencial e atuando em home office, após ser diagnosticado com Síndrome de Burnout, um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante do excesso de trabalho, afirmou ter sido enganado por Angelica Balbin, que queria, na verdade, demiti-lo às escondidas.

“Ela [Angelica Balbin] me chamou pra uma reunião hoje à tarde, dizendo que precisava conversar comigo sobre mudanças na Record, que não podia se aprofundar mais sobre o assunto. Como eu não queria entrar na redação, por conta do que passei lá, propus que o encontro fosse numa sala discreta, somente nós dois. Ela concordou”, explicou.

Matte prosseguiu: “Chegando lá, ela falou que estava me desligando. Veio uma pessoa do RH, com uma papelada, pedindo pra eu assinar. Mas eu não assinei, pois fui orientado que não poderiam me demitir até julho, porque estou em tratamento de saúde, justamente por causa da Record”.

Segundo Elian, por causa do Burnout, o próprio canal declarou o acidente de trabalho, depois do laudo de um médico, em 21 de julho de 2023, perdurando até 2024. Na ocasião, ele foi perseguido por Márcio e teve sua genitália fotografada pelo profissional, delatando Santos publicamente, que foi indiciado pela Polícia Civil e teve o contrato com o canal encerrado.

Elian Matte acredita que o episódio foi uma retaliação por tonar o caso público: “A mulher do RH me prendeu na sala, botou o pé na porta. Eu tive que puxar a porta com força pra poder sair. Elas me colocaram numa situação constrangedora, que eu nunca passei. Elas fizeram uma emboscada. Me chamaram dizendo que era uma reunião, apenas eu e a Angelica, e era pra fazer a demissão”.

E continuou: “Totalmente diferente, porque eu acho que, no mínimo, depois de tudo que eu passei lá, era pra ter respeito. Se tivesse que me demitir, era pra ser um processo mais cuidadoso, se possível fora da TV, que fosse por telefone. Eu não sei. Mas não da maneira como foi”.

Matte ainda apontou que o maior problema foi a dispensa durante um período em que não poderiam desligá-lo. “[Não é possível] demitir uma pessoa que está em tratamento de saúde, com vários relatórios médicos”, reforçou.

Elian Matte finalizou a conversa exclusiva com esta colunista revelando que concluíram a dispensa. “Já me desligaram. Eu estou sem acesso a todo o sistema. Então, eu vejo que foi uma retaliação pela denúncia de assédio sexual que eu fiz. Infelizmente, uma retaliação”, encerrou.

De acordo com o comunicador, um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia, em que ele acusa Angelica Balbin de assédio moral. Eita!

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Durante tensão diplomática, Milei diz que viajará à Espanha

Presidente da Argentina pretende ir ao país europeu em 21 de junho para receber...

Vídeo: após TSE rejeitar cassação, Moro diz que julgamento foi técnico

VINÍCIUS SCHMIDT/METRÓPOLES 1 de 1 Imagem colorida do Senador Sérgio Moro (União-PR) deixa gabinete...

Na presidência do G20, Brasil quer menos burocracia nos fundos verdes

A desburocratização do acesso aos quatro principais fundos internacionais voltados para o financiamento de...

Companhias aéreas anunciam voos em Canoas como alternativa a Porto Alegre

As companhias aéreas Azul e Latam anunciaram a oferta de voos com origem ou...

Mais para você