InícioNotíciasPolicialFalsa médica é presa ao fazer consultas usando nome de outra profissional

Falsa médica é presa ao fazer consultas usando nome de outra profissional

Uma mulher, de 37 anos, foi presa nesta terça-feira (30) após ser flagrada realizando consultas médicas com o CRM de uma profissional que tinha o mesmo nome e sobrenome. 

O caso aconteceu na região de Perdizes, na Zona Oeste de São Paulo.Segundo o g1, a mulher informou à polícia que era farmacêutica de formação e estudante de medicina. No entanto, foi presa por exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica. 

A médica verdadeira recebeu uma denúncia pela internet após uma paciente fazer buscas sobre o atendimento da profissional falsa, e alertá-la sobre o golpe. 

A médica, então, fez uma consulta acompanhada de um policial na clínica da golpista. Em seguida, a prisão em flagrante foi realizada após a impostora passar a receita assinada e carimbada. 

Apesar da prisão, a polícia não conseguiu informar por quanto tempo ela realizou os atendimentos sem o CRM, nem se algum paciente teve complicações com os procedimentos. 

O delegado do caso, Felipe Nakamura, explicou que a falsa médica conseguiu agir dessa forma devido aos nomes iguais. “Ela aproveitou dessa característica, de serem homônimas e começou a usar esse carimbo, ela alterou, colocou o nome dela, mas com a numeração da vítima”, disse ao g1.

(Foto: Reprodução / Redes sociais)

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Entenda a negociação entre Brasil e Paraguai sobre Itaipu

Governos dos 2 países discutem tarifas de 2024 e revisão do chamado anexo C...

Mendonça dá 60 dias para empresas renegociarem acordos com Lava Jato

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de 60 dias...

Moraes derruba decisões de Receita e Carf contra Globo e atores

Depois de decisões favoráveis do ministro Cristiano Zanin e da Primeira Turma do STF,...

Canadá propõe regras para atuação de plataformas digitais

A Lei de Danos On-line foi apresentada ao Parlamento pelo governo de Justin Trudeau;...

Mais para você