InícioNotíciasPolicialGrupo atacadista é alvo de operação por sonegar R$ 3,5 milhões em...

Grupo atacadista é alvo de operação por sonegar R$ 3,5 milhões em impostos

Um grupo empresarial do setor de comércio atacadista é alvo de uma operação na manhã desta quarta-feira (26) por ter sonegado pelo menos R$ 3,5 milhões em impostos. Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão na cidade de Bom Jesus da Lapa e Sítio do Mato. 

Segundo informações do Ministério Público (MP-BA), os bens das pessoas físicas e jurídicas envolvidas foram bloqueados para garantir a recuperação dos valores sonegados. A ação visa interromper o esquema e coletar provas para instruir a investigação em curso, iniciada pelo escritório do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira) em Vitória da Conquista.

O esquema fraudulento foi identificado pela inteligência fazendária da Secretaria estadual da Fazenda (Sefaz), em conjunto com o Ministério Público estadual e a Polícia Civil. Segundo as investigações, o grupo fazia aquisição  e distribuição de mercadorias sem documentação fiscal; usava “laranjas” no quadro societário, cujas pessoas jurídicas utilizadas eram posteriormente abandonadas e imediatamente sucedidas por outras, no mesmo segmento de mercado; e utilizava empresas em nome de terceiros para aquisição de mercadorias, deixando para trás valores expressivos em débitos tributários de ICMS, promovendo assim a blindagem patrimonial dos verdadeiros gestores do grupo. 

São investigados, ainda, crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa possivelmente relacionados à prática da sonegação fiscal. Conforme a Força-Tarefa, também existem outras autuações administrativas em tramitação na Sefaz, que apuram possível débito de mais R$ 2,5 milhões, e as investigações podem revelar um valor sonegado ainda maior que o já identificado. 

A Força-Tarefa de combate à sonegação fiscal é composta pelo Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal  (Gaesf), do Ministério Público do Estado da Bahia; Inspetoria Fazendária de Investigação e Pesquisa (Infip), da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia; pela Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), da Coordenação Especializada de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (Ceccor/LD); e do Departamento de Repressão e 
Combate ao Crime Organizado (Draco), da Polícia Civil da Bahia.

A operação contou com a participação de seis promotores de Justiça, cinco delegados de Polícia, 17 policiais do Draco, seis servidores do Fisco Estadual e três policiais da Companhia Independente de Polícia Fazendária (Cipfaz). 

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

NOTA DE FALECIMENTO – Lorrane Mille Bispo de Jesus

Lorrane Mille Bispo de Jesus Data de falecimento: 21/02/2024 Velório: Lions clube no Bairro de Fátima Sepultamento:...

Fenômeno na Web: Cirurgião Plástico Fora dos Padrões, Dr. Josué Montedonio Utiliza Animação para Explicar Procedimentos

Com uma abordagem única e divertida, o cirurgião plástico Dr. Josué Montedonio vem conquistando...

Lula chama Lira e líderes da Câmara para encontro na 5ª feira

Presidente quer discutir, entre outros temas, caminhos para o fim da desoneração da folha...

Dr. Josué Montedonio Adverte: Cirurgia Plástica e a Ilusão dos Influenciadores – Não Há Milagres

Na era das redes sociais, a busca pela perfeição estética é constantemente impulsionada por...

Mais para você