InícioNotíciasPolicialHackers exigem 600 dólares para não cancelar Instagram de influenciadora baiana

Hackers exigem 600 dólares para não cancelar Instagram de influenciadora baiana

Com mais de 35 mil seguidores no Instagram, a influenciadora digital baiana Joanna Guerra celebrava na tarde da última terça-feira (17) os recentes contratos assinados e também se preparava para produzir conteúdo já pago por outras empresas que investem em publicidade nas redes sociais, quando às 20h do mesmo dia teve o perfil desativado. A conta foi hackeada e agora ela é vítima de uma tentativa de extorsão: os criminosos afirmam que fazem parte de uma quadrilha internacional e exigem 600 dólares (ou
R$ 3.126,96) para não excluírem a página. 

“O meu trabalho é importante, porque é com ele que pago as minhas contas e tiraram isso de mim. Estou arrasada”, desabou Joanna Guerra. Apesar da incerteza se terá a conta reativada, Joanna está certa de uma coisa: não vai ceder à chantagem. “Isso vai  além do dinheiro. A orientação dos profissionais do meio é não fazer o jogo deles, porque não há segurança nenhuma de que eles vão devolver a conta e eles podem fazer isso de novo”, disse Joanna Guerra, que abriu uma conta reserva para manter o contato com os seguidores provisoriamente (@joannaguerrareserva). 

O Instagram é uma plataforma de mídia social extremamente popular. Atualmente, ocupa o quarto lugar na lista, com incríveis 1,28 bilhão de usuários mensais ativos, um atrativo também para a criminalidade. O perfil invadido de Joanna Guerra (@joannaguerraoficial) foi criado em 2014, para abordar assuntos ligados à saúde mental. “Como tenho depressão, ansiedade, eu fico meio sem chão, porque dorme e acorda no outro dia está impedido de acessar o meio de sobrevivência. É como se você chegasse no seu trabalho e o seu chefe falasse você está demitido”, comparou Joanna. 

A influenciadora foi a vencedora do Prêmio Baianos do Ano, promovido pelo CORREIO, na categoria de Ciência, com quase cinco mil votos. Ela foi destaque durante a pandemia ao realizar lives focadas no cuidado, atenção e preocupação com saúde mental. O prêmio reconhece e presta uma homenagem a personalidades que se destacaram durante o ano, seja por seus trabalhos ou por aquilo que representam.

Joanna Guerra disse que não está sendo nada fácil lidar com toda a situação. “Então fico sempre com o coração acelerado, com sinais de ansiedade, né? Eu não tenho dormido direito pensando o tempo todo: ‘Será que vou conseguir recuperar? Será que que vai dar certo? Será que vou ter que começar do zero? Ou será que eu vou abandonar tudo isso?”, disse ela, que já pensou em voltar a exercer a profissão de professora. Ela entrou com uma ação na Justiça, na esperança de resolver o problema. 

Influenciadora não vai ceder à chantagem. Hackers querem 600 dólares (Foto: Divulgação)

Turquia 
Joanna Guerra teve a conta hackeada depois que os criminosos enviaram um link para que ela confirmasse o e-mail e solicitaram a mudança da senha. Assim que os dados foram confirmados, os bandidos acessaram o perfil, mudaram a senha e desativaram a conta. Após tomar conhecimento da invasão do perfil, a influenciadora registrou uma ocorrência na Delegacia Virtual na última quinta-feira (19) e diz que ainda não teve retorno nenhum. Em nota, a Polícia Civil informou que a 7ª Delegacia (Rio Vermelho) apura os fatos com o apoio da Delegacia de Repressão aos Crimes de Estelionato por Meio Eletrônico (DreofCiber). 

Apesar de a PC não dar detalhes da investigação, Joanna disse que os criminosos afirmaram que não são brasileiros. “O Instagram mandou uma mensagem para o meu e-mail dizendo que um telefone tinha acessado a minha conta da Turquia. Daí eles começaram a pedir os 600 dólares, ameaçando excluir a conta. Elas usavam vários números diferentes com o código 99, que é mesmo da Turquia. Se já é difícil lidar com chantagista no Brasil, a gente fica desesperada, se perguntando: ‘Meu Deus, como vou conseguir lidar com tudo isso?’”, declarou. 

Joanna disse que os criminosos são jovens que fazem parte de uma quadrilha e que já viu o rosto de um deles. “Eles são muitos, vários meninos. Teve um que me mandou uma foto, no modo de visualização única, que não permite o print. Falou que não estava fazendo isso por mal, que é o trabalho dele, que tem que pagar contas, que se não invadisse o meu perfil, o chefe dele o mataria. Mas não sei até que ponto tudo isso é verdade, né? Mas eu imagino pelas pesquisas que eu fiz na internet, que é uma quadrilha grande e que existem muitos meninos com o celular na mão hackeando as contas de pessoas no mundo inteiro”, disse a influenciadora. Os criminosos mantiveram contato com ela também através de mensagens do aplicativo WhatsApp. 

Medo
Segundo ela, os criminosos escolhem as pessoas que dependem dos perfis para trabalhar, como os de lojas, restaurantes, de artistas e de influenciadores. “Eles jogam com o medo das pessoas. O direct (mensagem instantânea no Instagram) que recebi dizia que se eu não confirmasse os dados, minha conta seria retirada do sistema e eles usam a conta verificada, com o selo de verificação do Instagram. E o email que você recebe é muito parecido ao enviado pelo Instagram”, relatou a influenciadora, que menciona o termo “conta verificada”, que é o “selo azul” da rede social, criado para diferenciar os perfis oficiais. 

Só depois que os fatos aconteceram é que a influenciadora percebeu os detalhes de que tudo se tratava de um golpe. “Após todo o ocorrido, me atentei aos detalhes, como o inglês chulo, escrito errado, pontuação incorreta. Eles ficavam pressionando o tempo todo que a conta ia cair e o Instagram não faz isso e nem pede para você confirmar dados pelo direct, mas como você fica com tanto medo …. Eles falaram também que eu tinha infligido uma das diretrizes da comunidade em relação a direitos autorais, aí você acaba acreditando. Sem falar que o Instagram não envia mensagens através de WhatsApp. Eu já tomava cuidados para não cair (no golpe), porque sabia que outros colegas influenciadores tinham sido vítimas, mas num pequeno deslize que dei, também virei vítima”, declarou. 

Hacker exige os 600 dólares durante conversa em inglês “chulo” através do aplicativo WhatsApp (Divulgação)

Posicionamento
O Correio procurou a rede social Instagram por e-mail, questionando sobre qual medida a empresa adotou ou se vai adotar para reativar a conta de Joanna Guerra. A reportagem solicitou ainda o número de perfis invadidos no ano passado no Brasil e em especial na Bahia. Não houve retorno até a publicação desta matéria.

Enquanto o problema não é resolvido, Joanna Guerra criou um perfil temporário, @joannaguerrareserva e uma rede formada por outros influenciadores está ajudando na divulgação. “Eu fiquei muito impressionada. Como é um perfil novo, tem poucos seguidores, mas você consegue ver o alcance, que está infinitamente maior que o número de seguidores. Muita gente acessando, vendo que criei a conta nova. Tudo isso porque outros influenciadores compartilharam. É importante o apoio, porque isso pode acontecer com qualquer  um”, finalizou. 

Como deixar o seu perfil mais seguro  

O Instagram tem sido alvo de ataques e invasões constantes. Na maioria dos casos, os usuários percebem que não estavam mais logados no aplicativo e que os dados de seus perfis foram alterados. Veja abaixo algumas dicas para aumentar a segurança.  

1.    Crie uma senha complexa
Para começar, temos uma dica que parece óbvia e simples, mas que pode ser o fator decisivo para manter sua conta segura. Muita gente usa a mesma senha para diversos serviços, plataformas e redes sociais.

2. Use a autenticação de dois fatores
Outra coisa bem importante é usar a autenticação de dois fatores oferecida pelo próprio Instagram. Isso garante que todo login precise de uma senha temporária além da sua senha normal.

3. Use um e-mail seguro
Vale a pena mencionar que se for conectar o seu perfil a um endereço de e-mail, é preciso se certificar que o e-mail em questão é seguro. Isso porque se alguém tiver acesso a sua conta de e-mail, não demoraria para ter acesso ao seu perfil do Instagram também.

4. Não dê acesso da sua conta a outros apps (aplicativos)
É comum encontrar aplicativos que pedem permissão para acessar certos recursos ou outros apps instalados no seu smartphone. Isso pode acontecer com o Instagram, então tenha cuidado com esses apps para que possa ser bem-sucedido em proteger o Instagram.

5. Não clique em links enviados no chat privado
É possível que você receba uma mensagem privada de algum desconhecido ou seguidor com um link. Evite, mesmo que a URL pareça familiar. É melhor confiar em mensagens enviadas apenas por pessoas que você confia e, mesmo nesses casos, é bom perguntar se foram eles mesmo que mandaram a mensagem.

6. Não salve a senha em PCs (computadores) alheios
Sempre que você faz login no Instagram, é possível ver uma opção para que o dispositivo que estiver usando lembre do seu nome de usuário e senha. Embora isso possa ser útil em certas situações, como quando faz login no celular, não é aconselhável fazer o mesmo em computadores ou dispositivos alheios.Sempre que precisar utilizar o Instagram em computadores de outras pessoas ou locais públicos, tente utilizar o modo incógnito do navegador, que o impede de guardar o histórico de navegação, assim como contas e senhas inseridas pelo usuário.

7. Não clique em emails suspeitos
Por fim, vale mencionar que você também deve evitar clicar em emails suspeitos do Instagram. Está cada vez mais comum ver pessoas tentando se passar pela rede social para fazer um usuário clicar em um link suspeito ou para dar seus dados de alguma forma.
 

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Em despedida do TSE, Moraes diz que atuou contra o “populismo digital”

Sem citar nomes, ministro afirmou que a Corte não se “acovardou” mesmo com críticas...

“70% de certeza”, diz ex-affair sobre possível paternidade de Buda

Nina Capelly, prima de MC Binn, descobriu recentemente que está esperando um bebê. A...

Irmã de Gisele Bündchen decidirá sobre socorro do governo Lula ao RS

Instagram/Reprodução 1 de 1 Gisele Bündchen posa de look marrom e cabelos soltos para...

Mais para você