InícioEditorialPolítica NacionalJá falei com Lula, mas ele não mencionou segurança, diz Bukele

Já falei com Lula, mas ele não mencionou segurança, diz Bukele

Presidente de El Salvador foi reeleito do domingo (4.fev.2024); desde que assumiu o governo, luta contra a criminalidade

Nayib Bukele (foto) diz que que El Salvador “mostra para o mundo” que “todos os problemas têm uma solução quando há vontade política” Reprodução/X @PresidenciaSV – 19.out.2023

PODER360 5.fev.2024 (segunda-feira) – 10h08

Reeleito presidente de El Salvador nas eleições de domingo (4.fev.2024), Nayib Bukele disse ter conversado “algumas vezes” com o chefe do Executivo do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Porém, segundo ele, o petista “nunca” falou sobre temas relacionados à segurança pública, principal bandeira política do salvadorenho.

Nayib Bukele conversava com jornalistas no domingo (4.fev), entre eles estrangeiros, quando foi questionado sobre como o país lida com a questão, uma vez que o Brasil tem “muitos problemas” na área. Bukele respondeu: “Falei algumas vezes com o presidente Lula, mas ele nunca mencionou a questão da segurança pública para mim. Imagino que ele tenha sua própria forma de abordagem e de lidar com a situação”.

Assista à declaração (a partir de 32min, em espanhol):

O presidente de El Salvador disse que seu país “mostra para o mundo” que “todos os problemas têm uma solução quando há vontade política”. Bukele ressaltou que a nação “resolveu” a crise de segurança em pouco tempo, mesmo sendo um país pequeno e com poucos recursos. Segundo ele, o que El Salvador faz na área da segurança pública “provavelmente” é também necessário no Brasil.

Bukele foi eleito em 2019 e, desde então, trava uma luta contra o crime em El Salvador, em especial o cometido por gangues. Ele decretou e prorrogou por diversas vezes o estado de emergência. Ainda lançou uma operação de encarceramento em massa. Organizações internacionais, como a Anistia Internacional, dizem que as práticas usadas por seu governo violam “sistemicamente” os direitos humanos.

“O que incomoda muitos governos é que El Salvador mostra que tudo pode ser feito de boa vontade”, disse Bukele. “Quando um país não resolve seus problemas, especialmente de criminalidade, é porque não há vontade de resolvê-los. E, em alguns casos, porque são parceiros dos criminosos”, continuou, acrescentando que “atacar o crime tem muitas consequências”.

Bukele disse duvidar que “a receita de El Salvador” possa ser replicada “em qualquer outro” país, mas que o exemplo do governo na luta contra o crime pode inspirar outras gestões do mundo. Segundo ele, o país é “pequeno e pobre” e, mesmo assim, “está resolvendo seus problemas com vontade política e apoio do povo”. Ele finalizou: “E é por isso que esse exemplo se aplica no Brasil e em qualquer país do mundo”.

Leia mais:

Presidente de El Salvador ironiza Petro sobre avanço da direita El Salvador culpa grupos criminosos por onda de assassinatos Presidente de El Salvador se autodenomina “ditador” nas redes sociais

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Lula diz que lançará consignado para todos os trabalhadores

Em entrevista à “RedeTV!”, o presidente afirmou que mais de 40 milhões de pessoas...

Distrito Federal ultrapassa 100 mil casos de dengue em 2024

O Distrito Federal atingiu a marca de mais de 100 mil casos de dengue...

PEC que amplia isenção tributária para templos religiosos avança em comissão da Câmara

A comissão especial da Câmara dos Deputados encarregada de avaliar a Proposta de Emenda...

8 de Janeiro me preocupa mais que golpe militar de 1964, diz Lula

A 1 mês dos 60 anos da tomada de poder pelos militares, presidente declarou...

Mais para você