InícioEditorialPolítica NacionalJanja assume imagem do governo nas ações de ajuda aos RS

Janja assume imagem do governo nas ações de ajuda aos RS

A primeira-dama tem mostrado mais protagonismo até do que ministros ao levar donativos para o Estado; atos são sempre registrados em suas redes sociais

A atuação da primeira-dama Janja Lula da Silva nas ações de ajuda aos gaúchos atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul reforçou a percepção de sua autonomia na atual gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ao liderar desde a entrega de alimentos e purificadores de água ao apelo pelo resgate de animais, Janja assumiu a imagem do governo federal no enfrentamento da tragédia.

A primeira-dama esteve com Lula nas 3 vezes em que o presidente visitou o Estado desde o fim de abril, quando as chuvas se intensificaram na região. Voltou ao solo gaúcho mais uma vez, em 8 de maio, acompanhada pelo prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT), e pelos ministros:

Paulo Pimenta – então na Secom (Secretaria de Comunicação Social) e atualmente na Secretaria Extraordinária de Apoio à Recuperação do RS; Waldez Góes – Integração e Desenvolvimento Regional; e Simone Tebet – Planejamento e Orçamento. Na ocasião, publicou um vídeo em suas redes sociais em que falou sozinha. Apresentou as doações, especialmente de 200 purificadores de água. “A gente tem o lema que eu aprendi que é: água é vida. Hoje a gente está sofrendo com o volume das águas que invadiram as casas, mas essa água que vai sair desses purificadores é vida”, disse no vídeo. Edinho e os ministros ficaram perfilados ao seu lado e não falaram nada durante a gravação.

Assista (3min8s):

O fato de Janja ter deixado os ministros em 2º plano foi interpretado por aliados como mais uma demonstração de poder da primeira-dama junto à cúpula do governo. A postura, no entanto, é naturalizada por integrantes do 1º escalão, que argumentam que tal dinâmica existe desde o início do governo com a anuência de Lula.

Antes de acompanhar o presidente na 3ª viagem ao Estado, em 15 de maio, Janja disse que iria com a comitiva e declarou: “Vou estar do lado dele como sempre, gostem ou não”.

O próprio presidente já ressaltou em algumas ocasiões o papel de sua mulher no governo. Em dezembro de 2023, afirmou que Janja é uma “agente política” que participa das decisões tomadas por ele com palpites e conselhos. Disse que ela não precisa ter um cargo oficial para desempenhar um papel no governo e que ambos podem ser vistos como “um modelo”.

Em abril, Janja afirmou exercer papel de articuladora no Executivo e que Lula dá “total autonomia” para que ela possa fazer o que faz. Disse ainda que não existe “linha de hierarquia” entre ela e o marido. A fala foi à BBC em reportagem sobre as funções exercidas por primeiras-damas latinas. Embora seja ativa no governo, Janja diz descartar, por enquanto, qualquer pretensão de se candidatar porque, segundo ela, é uma pessoa “dos bastidores”.

A primeira-dama tem articulado ações de arrecadação junto a empresários e instituições da sociedade civil, como o grupo de advogados Prerrogativas, para enviar os donativos ao Rio Grande do Sul. Várias das iniciativas estão publicadas em seu perfil no Instagram.

A atuação da primeira-dama na crise gaúcha tem sido bem vista por integrantes do governo. A avaliação é de que ela consegue divulgar com mais amplitude nas redes sociais a resposta do Planalto à tragédia no Rio Grande do Sul.

A primeira-dama também exerceu protagonismo no resgate do cavalo Caramelo em Canoas (RS). Depois que as imagens do animal ilhado em cima de um telhado viralizaram nas redes sociais, Janja anunciou no X (antigo Twitter) que havia conversado com o general Hertz Pires, comandante militar do Sul, para que o animal fosse localizado e resgatado.

Em seu perfil no Instagram, Janja divulgou um vídeo em que aparece emocionada com o resgate do cavalo. Logo em seguida, ela informou Lula sobre o episódio. O presidente participava de um evento no Palácio do Planalto em que anunciou medidas econômicas de ajuda ao Rio Grande do Sul. A primeira-dama chorou e mostrou as fotos do resgate ao petista.

Veja imagens da reação de Janja registradas pelo repórter fotográfico do Poder360 Sérgio Lima:

Sérgio Lima/Poder360 – 09.mai.2024

A primeira-dama Janja Lula da Silva ficou emocionada com o resgate do cavalo em Canoas (RS)

Sérgio Lima/Poder360 – 09.mai.2024

Durante a manhã, Janja afirmou que entrou em contato com o comandante militar do Sul para mobilizar o Exército a resgatar o animal

Sérgio Lima/Poder360 – 09.mai.2024

“A gente conseguiu salvar mais uma vida. É isso aí, gente. Força, Rio Grande do Sul”, disse Janja com a voz embargada

Sérgio Lima/Poder360 – 09.mai.2024

A socióloga agradeceu às equipes envolvidas no resgate | Sérgio Lima/Poder360 – 09.mai.2024

Sérgio Lima/Poder360 – 09.mai.2024

A primeira-dama Janja (dir.) no momento que avisou o presidente Lula (esq.) sobre o resgate do cavalo

Sérgio Lima/Poder360 – 09.mai.2024

Lula e Janja comemoram resgate do cavalo “Caramelo” Na semana passada, Janja acabou atravessando o ministro da Casa Civil, Rui Costa, quando adiantou que Lula indicaria um coordenador do governo federal para representar o Executivo federal no Rio Grande do Sul. A declaração foi dada em entrevista ao portal ICL Notícias em 14 de maio.

Mais tarde, em entrevista à GloboNews, o chefe da Casa Civil confirmou a informação dada por Janja. De acordo com ele, a medida foi citada pelo presidente durante a reunião ministerial realizada na noite de 13 de maio. Janja participou, mas não se sentou à mesa principal.

Em 17 de maio, publicou um vídeo com o balanço dos envios de materiais liderados por ela. “Mesmo não estando presente todos os dias, sigo trabalhando pelo Rio Grande do Sul. Seguimos unidos pela reconstrução do Rio Grande do Sul”, disse na publicação.

Assista (1min5s): 

No dia seguinte, 18 de maio, a primeira-dama foi à Base Aérea de Brasília para participar do envio de 20 toneladas de ração para pets no Estado. O ato contou com a participação de voluntários, crianças e outros animais domésticos. Janja levou a sua cadela Resistência para o local.

Assista (6min16s): 

O Poder360 entrou em contato com a assessoria de imprensa da primeira-dama para eventuais comentários, mas não obteve resposta. O espaço segue aberto para manifestação.

DISPUTA POR CONTROLE DE PERFIS DE LULA Desde o início da crise no Rio Grande do Sul, as publicações da primeira-dama nas redes sociais são, em sua maior parte, relacionados ao Estado.

Contando a partir de 28 de abril, Janja postou 17 conteúdos relacionados ao Rio Grande do Sul no Instagram, a maioria com edição e trilha sonora. No X (ex-Twitter), foram 45 posts. Os conteúdos divulgados mostram a primeira-dama levando doações e acompanhando as ações do governo gaúcho.

Como já tinha mostrado o Poder360, o monopólio sobre os perfis pessoais de Lula no X e no Instagram é alvo de disputa entre a primeira-dama e os 2 assessores diretos mais próximos do petista: o secretário de Imprensa, José Chrispiniano, e o secretário de Audiovisual, Ricardo Stuckert.

Janja é próxima da secretária de Estratégia e Redes da Secom, Brunna Rosa, e quer que ela assuma o controle das contas pessoais do presidente nas redes sociais.

Atualmente, Rosa é responsável por administrar as contas institucionais da Presidência, como as páginas do Governo do Brasil (@govbr) e da própria Secom. Chrispiniano é o responsável pelo perfil pessoal de Lula no X, e Stuckert, pelo perfil pessoal do presidente no Instagram. A divisão de tarefas entre os 2 se deu ainda na campanha e foi mantida durante o governo.

Esta reportagem foi produzida pela estagiária de jornalismo Evellyn Paola sob supervisão da repórter Mariana Haubert e do editor-assistente Victor Schneider.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Artista plástico goiano Gerson Fogaça anuncia mostra “Ciudad Invisible” na Cidade do México

  Com inauguração no dia 30 de junho, no Centro Cultural Futurama (México), exposição reflete...

Vila Don Patto Restaurante Português exalta os aromas e sabores da cozinha lusitana

Bacalhau protagoniza as elaborações preparadas pelo chef José Miranda Com uma classificação de 4,6 estrelas...

Entidades criticam decisão do BC de manter Selic a 10,5%

Copom votou em unanimidade para manter a taxa nesta 4ª feira (19.jun); só a...

STF: Gilmar pede vista e suspende julgamento de regras da previdência

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu vista e suspendeu o...

Mais para você