InícioEditorialPolítica NacionalJordy é investigado por ser da oposição, diz Rogério Marinho

Jordy é investigado por ser da oposição, diz Rogério Marinho

Senador afirma que a operação da PF contra o deputado do PL “mostra que o país está fora da realidade democrática”

Marinho diz que irá conversar com os presidentes do Congresso, senador Rodrigo Pacheco, e do STF, Luís Roberto Barroso, para reestabelecer o “equilíbrio entre os Poderes” Sérgio Lima/Poder360 – 10.nov.2023

PODER360 18.jan.2024 (quinta-feira) – 20h37

O senador Rogério Marinho (PL-RN) disse nesta 5ª feira (18.jan.2024) que a operação da PF (Polícia Federal) contra o deputado Carlos Jordy (PL-RJ) “mostra que não vivemos em um ambiente de realidade democrática”. Em vídeo compartilhado em grupos políticos, o congressista disse que o colega é investigado por “representar um segmento da população que pensa diferente” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O líder da Oposição na Câmara dos Deputados foi alvo de busca e apreensão na 24ª fase da operação Lesa Pátria. A Justiça trabalha com a hipótese de que ele teve ligação com um dos envolvidos nos atos do 8 de Janeiro.

“Carlos Jordy foi acordado às 6h da manhã na sua residência, ao lado da sua esposa e da sua filha, pela Polícia Federal. E não foi acordado pela polícia por uma denúncia a respeito de desvio de dinheiro público ou de corrupção. Foi acordado porque ele representa um segmento da população que pensa diferente dos que governam o país atualmente”, disse Marinho. No vídeo, o senador refere-se a data de hoje como 18 de agosto de 2023. Ele corrigiu a informação posteriormente por escrito.

Assista (2min45s):

O líder da Oposição no Senado disse ainda que “excepcionalização permanente” da Constituição Federal não pode ser aceita como “novo normal”. Segundo ele, a investigação contra Jordy viola o mandato do deputado.

Como solução, Marinho afirmou estar tomando providências junto ao presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG). O objetivo é realizar uma reunião antes do retorno das atividades do Legislativo para “tratar do equilíbrio necessário entre os Poderes”. Também falou com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Luís Roberto Barroso.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Alckmin volta a dizer que Lula “salvou” a democracia

Presidente em exercício declarou que só é democrata quem...

Exclusivo! Ex-BBB Maycon alfineta Thaís Fersoza: “Falta competência”

Nesta terça-feira (28/2), a coluna Fábia Oliveira bateu um papo exclusivo com o ex-BBB...

Governo federal cria casa em Roraima para atender povo Yanomami

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinou decreto, nesta quarta-feira (28/2), que...

Mais para você