InícioNotíciasPolíticaJovem é preso por fazer adolescentes “escravas virtuais” e tentar induzi-las ao...

Jovem é preso por fazer adolescentes “escravas virtuais” e tentar induzi-las ao suicídio

A Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) deflagrou, nesta quarta-feira (23/8), a Operação Gaslighting contra um jovem que, após conseguir que meninas adolescentes enviassem material pornográfico para ele nas redes sociais, virtualmente as escravizava. O autor, de 18 anos, estuda áudio e vídeo e foi preso.

Segundo a investigação, o jovem ordenava que as vítimas o chamassem de “mestre” e fizessem vídeos de conteúdo sexual (estupro virtual) e de automutilação (escrevessem palavras com navalha em seus corpos), tentando as induzir, por fim, ao suicídio.

Chamou a atenção da equipe da DRCC o fato de o investigado usar a rede de computadores de uma universidade federal, diretamente ligada ao Ministério da Educação, com sede no Distrito Federal, para divulgar o material relacionado ao abuso sexual infantil.

Filho de bombeiro é preso com pornografia infantil

Buscas foram feitas no Recanto das Emas PCDF/Divulgação

Filho de bombeiro é preso com pornografia infantil

Jovem foi preso em flagrante PCDF/Divulgação

Filho de bombeiro é preso com pornografia infantil

Autor colecionava materiais de pornografia infantil PCDF/Divulgação

Filho de bombeiro é preso com pornografia infantil

Filho de bombeiro é preso com pornografia infantil PCDF/Divulgação

O autor foi preso em flagrante no Recanto das Emas. Durante as buscas, os policiais comprovaram que ele armazenava a pornografia infanto-juvenil produzida nos equipamentos informáticos de sua residência e no computador da universidade.

O material será analisado pela Seção de Perícias de Informática do Instituto de Criminalística (IC). A ação também teve apoio de peritos criminais do IC e de equipe da corregedoria do Corpo de Bombeiros, já que o pai do investigado integra a instituição militar.

Pelos crimes de registro não autorizado da intimidade sexual, armazenamento de pedopornografia, induzimento à prática de automutilação e suicídio e estupro na modalidade virtual, o jovem poderá receber pena de até 17 anos de prisão.

Operação Gaslighting O termo “Gaslighting” é usado para designar uma forma de abuso psicológico em que informações são manipuladas até que a vítima não consiga mais acreditar na própria percepção da realidade.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Bolsonaro ofereceu apoio jurídico a jornalista português preso pela PF

Sérgio Tavares foi detido no aeroporto de Guarulhos neste domingo (25.fev) por problemas no...

Apoiadores atendem Bolsonaro e vão à Paulista sem faixas contra o STF

São Paulo — Os milhares de apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) que se aglomeram...

Movimentação aumenta e milhares se juntam na Avenida Paulista

Milhares de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) aguardam a chegada do político e...

Mais para você