InícioNotíciasPolíticaLula minimiza dívidas para o país crescer: “Qual o problema?”

Lula minimiza dívidas para o país crescer: “Qual o problema?”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursou, nesta terça-feira (12/12), sobre a necessidade de investimentos para que o país cresça, mesmo que isso resulte em endividamento.

“Precisamos fazer um estudo de quanto será o investimento para colocar essas coisas maravilhosas que detectaram fazer para o Brasil dar certo. Quanto vai custar? Aí que entra a decisão política”, afirmou Lula durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Sustentável, o “Conselhão”, no Palácio do Planalto.

“Se for necessário fazer um endividamento para este país crescer, qual é o problema? Qual é o problema de fazer uma dívida para produzir ativos produtivos nesse país?”, questionou Lula.

O presidente continuou, afirmando que o país já tem o “caminho das pedras”. “Nós temos de decidir agora se nós vamos retirar esta pedra ou não, se vamos chegar à conclusão de que, olha: ‘por um problema de superavit primário, por um problema de inflação a gente não pode fazer’. E vamos todo mundo desanimar e voltar para nossas vidinhas”, complementou.

A fala vai na contramão das expectativas do Ministério da Fazenda, que tem perseguido a meta do déficit fiscal zero a partir de 2024.

A equipe econômica busca aprovar, até o fim do ano, uma série de medidas que vão ajudar a elevar a arrecadação do governo. Entre elas estão a a tributação dos fundos fechados e offshores, além da taxação das apostas esportivas (as chamadas bets).

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Clube de Costura lança Curso Moda Festa no mês das noivas

Cursos adquiridos em maio como presente para mães terão 15% de desconto Goiânia, abril de...

Qual a diferença entre os molhos branco e 4 queijos

Chef especializada em comida italiana, Carina Popolare, explica como usar os molhos clássicos e...

Governança de Inteligência Artificial é a nova fronteira do ESG

Por Alexandre Pegoraro (*) A lógica de que a humanidade deve controlar a Inteligência Artificial...

Mais para você