InícioEditorialPolítica NacionalMercado reage mal após Lula revisar meta de superavit

Mercado reage mal após Lula revisar meta de superavit

Economistas elevaram projeções do dólar e da Selic; moeda norte-americana chegou a R$ 5,28 nesta 3ª feira (16.abr)

Mercado reagiu mal ao anúncio de revisão das metas de superavit fiscal do governo nos próximos anos Shutterstock

Investing Brasil 16.abr.2024 (terça-feira) – 11h57

Economistas elevaram as projeções de crescimento da economia brasileira, do dólar e da Selic para 2024, segundo Boletim Focus divulgado pelo BC (Banco Central) nesta 3ª feira (16.mar.2024). As expectativas de inflação para este ano, por outro lado, foram reduzidas.

Leia abaixo as expectativas para IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), PIB (Produto Interno Bruto), Selic e dólar.

Inflação Os economistas consultados pelo BC reduziram a projeção para o IPCA de 2024 de 3,76% para 3,71%. O centro da meta é de 3%, com 1,5 ponto percentual de limite para mais ou para menos. As estimativas para 2025 subiram de 3,53% para 3,56% e as de 2026 foram mantidas em 3,50%.

Selic Os economistas subiram a expectativa para a taxa básica de juros Selic em 2024 de 9% para 9,13%, enquanto a de 2025 continua em 8,50%, igual em 2026.

PIB Os economistas elevaram as projeções do crescimento da economia brasileira medida pelo PIB (Produto Interno Bruto) em 2024 de 1,90% para 1,95%. As estimativas para 2025 e 2026 foram mantidas em 2%.

Dólar Em relação ao dólar, as apostas para 2024 subiram de R$ 4,95 para R$ 4,97. Antes, porém, a cotação chegou a R$ 5,23. Para 2025, a projeção segue em R$ 5, enquanto a para 2026 foi reduzida de R$ 5,04 para R$ 5,03.

Meta fiscal O governo decidiu alterar o objetivo fiscal para 2025: saiu de um superavit primário de 0,5% do PIB para um deficit zero –a mesma meta de 2024.

Eis abaixo as expectativas de resultado primário para cada ano e qual foi a 1ª estimativa do governo:

2025 – 0% do PIB (ante 0,5% antes); 2026 – 0,25% do PIB (ante 1% antes); 2027 – 0,5% do PIB (não havia estimativa antes); 2028 – 1% do PIB (não havia estimativa antes). Dólar em alta O dólar comercial atingiu R$ 5,28 na máxima desta 3ª feira (16.abr.2024), o maior valor desde 23 de março de 2023, quando fechou a R$ 5,29. Às 11h, subia 1,48%, aos R$ 5,26.

Os investidores se protegem de impactos dos conflitos no Oriente Médio. Israel pode revidar o ataque realizado pelo Irã no fim de semana. Outras moedas da América Latina também registram queda em relação à moeda norte-americana. No Brasil, o risco fiscal também está no radar, depois de o governo estabelecer metas que pioram a trajetória das contas públicas até 2028.

Com informações da Investing Brasil. 

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Casamento de filha de Ciro Nogueira tem show de Wesley Safadão em SP

Eliane Nogueira e Pedro Henrique Brito comemoraram a união na Fundação Maria Luisa e...

Jovem autista desaparecido no Entorno do DF é encontrado

Reprodução 1 de 1 lucas-autista-desaparecido -...

Fiocruz diz que cerca de 3.000 instalações de saúde no Rio Grande do Sul foram afetadas pelas enchentes

Um levantamento recente realizado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) trouxe à tona uma realidade...

Anatel aprova novo sistema de alertas de emergência

Aviso aparecerá sobreposto às telas abertas nos celulares; utilização ainda depende de treinamento com...

Mais para você