InícioEditorialMinistério e Fecomércio vão capacitar mulheres vítimas de violência na Bahia

Ministério e Fecomércio vão capacitar mulheres vítimas de violência na Bahia

Um protocolo de intenções firmado nesta quarta-feira (28), em Salvador, entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo da Bahia (Fecomércio-BA) vai capacitar profissionalmente mulheres em situação de vulnerabilidade.

Segundo a ministra Cristiane Britto, a qualificação irá abranger, sobretudo, vítimas de violência doméstica. “Quando a gente fala de autonomia econômica, a gente está falando de liberdade, daquela mulher que está no ciclo da violência e que depende do seu agressor”, disse. “Aquela que, felizmente, hoje não está no ciclo, mas se, por ventura, perceber que está, ela tem essa liberdade, de sair e poder sustentar seu filho”, complementou.

Ainda não há um número estimado de quantas mulheres devem ser beneficiadas pela ação, mas a pretensão é começar pela Ilha de Maré e pelo distrito de Passé, em Candeias — onde há concentração de quilombolas —, ainda neste ano. A estratégia de atuação no estado vai se basear em dados de violência contra a mulher e no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), com uma ‘busca ativa’ por parte de líderes comunitárias.

A cooperação da Fecomércio vai ajudar a ampliar o alcance do programa Qualifica Mulher, desenvolvido pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres.

“A gente tem toda a metodologia, e eles [Fecomércio] têm a estrutura, para chegar até essas mulheres, e cursos que a gente vai trabalhar dependendo do arranjo produtivo de cada região”, explicou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto.

Além da capacitação, a Fecomércio irá contribuir com a promoção de serviços de saúde, afirmou o presidente Kelsor Fernandes. “O Sistema Fecomércio, através de seus braços sociais, o Sesc e o Senac, se engaja a esse trabalho da ministra junto com a ‘Carreta da Mulher’, que nós podemos fazer exames de Papanicolau e de mamografia, e com a capacitação dessas mulheres identificadas, para que possamos, depois, encaminhá-las ao mercado de trabalho.”

Casa da Mulher Brasileira
Com um investimento de cerca de R$ 14 milhões, a primeira Casa da Mulher Brasileira (CMB) na Bahia, localizada em Salvador, começou a ser construída em maio. De acordo com Cristiane Britto, que visitou o local durante a tarde desta quarta-feira, a previsão é que o equipamento seja entregue no primeiro semestre do ano que vem. As assistidas terão acesso, por exemplo, a acolhimento e triagem, apoio psicossocial e delegacia especializada, assim como às ações de autonomia econômica. O atendimento será por 24 horas, em todos os dias da semana.

Questionada sobre os cortes feitos pelo governo federal no orçamento para o MMFDH entre 2020 e 2022, a ministra disse que ‘nada vai interferir no andar das obras e na inauguração’ da CMB. “Primeiro, porque o valor já foi empenhado, e, segundo, porque Casa da Mulher Brasileira é prioridade no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos”, assegurou. Ela também se mostrou tranquila quanto à manutenção do programa caso haja alternância de poder em 2023. “É política de Estado; não é política de governo”, afirmou.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Alvo de Aras, jornalista tenta tirar vice do ex-PGR de ação no STF

O jornalista André Barrocal, alvo de uma ação movida pelo ex-procurador-geral da República Augusto...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Ação protocolada pelo PT defende que grupo tenha acesso assegurado aos serviços públicos de...

Silvio de Almeida é aplaudido em culto evangélico ao falar de aborto

São Paulo — O ministro de Direitos Humanos, Silvio Almeida, participou, na noite dessa...

Renascer: abandonada por Rachid, dona Patroa tem virada inédita

Reprodução/Globo 1 de 1 Foto colorida de Dona Patroa (Camila Morgado), em Renascer -...

Mais para você