InícioEsportesAutomobilismoNeymar se vê envolvido em nova polêmica antes de pedir perdão à...

Neymar se vê envolvido em nova polêmica antes de pedir perdão à namorada

O nome de Neymar apareceu em uma nova polêmica, um dia antes de pedir perdão à namorada nas redes sociais. Na última terça-feira (20), a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) reprovou a presença do craque do PSG no gramado lateral à pista do GP da Espanha, em Barcelona, durante a volta de apresentação dos carros. O incidente foi tema de debate na reunião do Conselho Mundial de Esporte a Motor.
O presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem, usou o caso de Neymar para criticar a organização da Fórmula 1, e prometeu medidas enérgicas para que esse tipo de situação não se repita em eventos de motor. 
– Devemos aprender com o incidente no GP da Espanha. A FIA foi assegurada por Stefano Domenicali que medidas estão sendo tomadas para garantir que não haja repetição do incidente. É um problema não apenas na F1, mas também na Fórmula E, no WEC e em outras categorias da minha experiência com muitas pessoas no grid – afirmou o dirigente.
 
 
 

FIA pode restringir acesso ao grid 

Além disso, os promotores do GP da Espanha precisam enviar um relatório sobre a presença de famosos em locais exclusivos para pilotos e equipes. A FIA espera um “plano de remediação que aborde as questões de segurança”, de acordo com informações publicadas pela revista inglesa “Autosport”. Medidas para restringir o acesso ao grid também devem ser impostas. 
 
– Não tenho dúvidas de que, em todos os casos, o promotor cumprirá os requisitos de segurança da FIA. É dever dela garantir um ambiente seguro a todos. Segurança no esporte a motor é a principal prioridade da Federação – disse Mohammed Ben Sulayem.
 
Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mobilização indígena em Brasília vai pressionar contra o marco temporal

Acampamento Terra Livre deve durar 5 dias e organização espera reunir mais de 6...

Monitor da USP diz que ato de Bolsonaro em Copacabana reuniu 32,7 mil pessoas

Foto: Saulo Angelo/Thenews2/Folhapress Ato de Bolsonaro no Rio de Janeiro 21 de abril de...

Destruição da Amazônia reduz etnia Akuntsu a apenas 3 mulheres

A pressão ao longo de décadas de colonizadores e desmatadores reduziu uma das pouco...

Fiscalização da Lei Seca flagra ‘fadas’ cobrando para ajudar motoristas na blitz

A fiscalização da Lei Seca no Rio de Janeiro flagrou motoristas que cobram dinheiro...

Mais para você