InícioEditorialPolítica NacionalPSD fecha questão e votará no Senado pela aprovação de Zanin ao...

PSD fecha questão e votará no Senado pela aprovação de Zanin ao STF

Otto Alencar, senador líder do partido na Casa, afirmou que há unanimidade na legenda para que o advogado, indicado pelo presidente Lula, seja o próximo ministro da Suprema Corte

Sylvio Sirangelo/TRF4

Cristiano Zanin Martins, advogado que defendeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante julgamento nas apelações sobre o sítio de Atibaia na 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região

O senador Otto Alencar (PSD-BA), líder do partido no Senado, informou nesta terça-feira, 13, que a legenda fechou questão pela aprovação do advogado Cristiano Zanin – indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – ao Supremo Tribunal Federal (STF). Com a maior bancada da Casa, com 15 senadores, a sigla deverá entregar 14 votos favoráveis à aprovação de Zanin – Rodrigo Pacheco (PSD-MG), não participará da votação por ser o presidente do Senado. Atualmente, a sabatina de Zanin na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado encontra-se agendada para o dia 21 de junho. Além da confirmação da sessão que possibilitará aos senadores realizarem questionamentos a Zanin, o presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (União Brasil-AP), informou que a relatoria da indicação estará a cargo do vice-presidente do Senado, Veneziano Vital do Rêgo (MPD-PB). Pacheco, em suas redes, também confirmou que a expectativa é de que os senadores da Casa votem a indicação de Zanin ao STF ainda no dia 21 de junho. “Tão logo finalizadas a sabatina e a votação na CCJ, darei encaminhamento ao Plenário do Senado na mesma data”, disse o mandatário do Congresso.

Além do posicionamento do PSD, o Partido Liberal (PL), de Jair Bolsonaro (PL), liberou seus senadores para votarem a indicação de Zanin. Já a ex-ministra dos Direitos Humanos, senadora Damares Alves (Republicanos), afirmou que votará de maneira contrária à aprovação de Zanin: “Nada me fará mudar”. Eduardo Girão (Novo-CE), em entrevista ao JP News, considerou que há conflito de interesses na indicação de Cristiano ao Supremo Tribunal Federal: “Já anunciei que vou votar contra o Zanin por uma questão de princípios. Nada contra a pessoa, nem o conheço, mas por ser o advogado pessoal [do presidente Lula]. Se isso não é um conflito de interesses, se isso não apequena o Brasil que já tem uma Corte Suprema já contestada… Vai indicar o advogado pessoal do Lula, amigo do Lula? Como avai ser essa relação depois? Era a hora do Senado tomar vergonha e fazer um processo de escolha [de ministros para o STF] diferente, com mandatos de ministros”.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mais para você