InícioEditorialPolítica NacionalReunião de Lula com Boulos cancela agenda de Tabata no Planalto

Reunião de Lula com Boulos cancela agenda de Tabata no Planalto

Encontro fora da agenda reuniu Gleisi Hoffmann e Alexandre Padilha, que tinha encontro com a outra pré-candidata à prefeitura de SP

O encontro de Boulos e Lula não foi registrado na agenda e teria tido a presença de Gleisi Hoffmann e de Alexandre Padilha Ricardo Stuckert – 25.out.2023

Mateus Maia 5.jun.2024 (quarta-feira) – 22h24

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu nesta 4ª feira (5.jun.2024) o deputado e pré-candidato à prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos (Psol-SP). O encontro não foi registrado na agenda oficial do petista, mas foi confirmado ao Poder360 pelo congressista.

No mesmo horário, a também pré-candidata à prefeitura Tabata Amaral (PSB-SP) estava no Planalto para uma agenda com o ministro Alexandre Padilha, que foi cancelado porque ele estava na reunião com Lula e Boulos.

Ela iria discutir com Padilha sobre a cerimônia de sanção de um projeto seu aprovado pelo Congresso, mas precisou ir embora antes de a reunião do ministro e do adversário eleitoral encerrar.

O último compromisso público de Lula registrado foi às 16h. Um evento para assinatura de decretos de obras de contenção de encostas com o ministro das Cidades, Jader Filho, e prefeitos.

Por volta das 19h, entretanto, Lula já estaria com Boulos no Planalto. Além deles, estavam na reunião o ministro Alexandre Padilha e estava prevista a participação da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann.

O encontro durou até cerca das 21h, quando Boulos deixou o prédio. Perguntado sobre o tema da reunião, o deputado disse que ele e Lula “conversaram sobre o Brasil”. Não respondeu diretamente sobre se foi abordado o tema eleitoral, mas este também esteve em pauta.

A reunião foi realizada no mesmo dia em que o jornal Folha de S.Paulo noticiou que Lula foi acionado para intervir no diretório paulista do PT para que este injete recursos na campanha de Boulos.

Lula pediu voto em evento da Petrobras Em maio, durante evento do 1º de Maio em São Paulo, Lula pediu votos para Boulos (Psol). O ato contou com dinheiro da Petrobras, empresa estatal com ações listadas na bolsa –o que pode configurar crime eleitoral (leia mais abaixo). O atual mandatário do país disse que quem votou nele “tem que votar no Boulos”.

O principal adversário de Boulos nas eleições de 2024 é o atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB). Ele disse que sua campanha vai ingressar na Justiça contra a fala do presidente, assim como o pré-candidato a prefeito e deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil-SP).

Lula e o deputado federal por São Paulo e líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) dividiram palco no evento com as centrais sindicais na Arena Neo Química, estádio do Corinthians, na zona leste da capital paulista.

Assista ao momento em que Lula pede votos para Boulos (2min12s):

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Homem da entrada em unidade de saúde de Itamaraju, com tiro na barriga

A polícia de Itamaraju, investiga um caso onde um homem deu entrada na unidade...

Lula deixa Alvorada e viaja para São Paulo

LGPD a) Para receber as informações solicitadas, você nos autoriza a usar o seu...

O eleitor cidadão (por Gaudêncio Torquato)

Se a política é a arte do possível, como tem sido conceituada, cabe considerá-la...

Mais para você