InícioEditorialPolítica NacionalReuniões do G20 vão discutir a tributação progressiva global

Reuniões do G20 vão discutir a tributação progressiva global

Evento terá a participação de 400 pessoas que representam, além dos 20 países do grupo, 9 convidados e 17 organizações internacionais

Tatiana Rosito, secretária de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, durante fala a jornalistas na reunião do Mercosul na Argentina Sérgio Lima/Poder360 03.jul.2023

PODER360 26.fev.2024 (segunda-feira) – 10h13

A secretária de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, Tatiana Rosito, disse que a reunião do G20 tratará sobre a agenda de tributação progressiva global e dívidas nacionais. Afirmou que a pauta da desigualdade estará no centro da agenda global.

Os integrantes farão um diagnóstico da economia global, com foco nas perspectivas de crescimento, inflação, criação de empregos e possibilidade de cooperação e políticas internacionais para promover o crescimento internacional. Outro tema será o financiamento e desenvolvimento sustentável.

“Nós esperamos que essas discussões que ocorrerão em nível ministerial nos deem oportunidades para trocas de ideias, mas também para avançar concretamente na formação de consensos que propiciem a mobilização maciça de recursos, domésticos e internacionais, para um crescimento sustentável, equilibrado e inclusivo”, declarou Tatiana.

Ela é coordenadora da Trilha de Finanças do G20. Será a 2ª reunião de vice-ministros de Finanças e vice-presidentes de bancos centrais. A 1ª foi realizada no Palácio do Itamaraty, em Brasília, em 14 e 15 de dezembro de 2023. O Brasil é preside o G20 até o final de novembro.

A tributação progressiva da renda é uma pauta defendida pela equipe econômica do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para fazer com que ricos paguem mais impostos.

As reuniões de 2ª e 3 feira (26-27.fev) vão focar na avaliação do trabalho desenvolvido pelos grupos de trabalho da Trilha de Finanças de dezembro de 2023 até fevereiro deste ano.

Haverá discussões de “medidas concretas”, segundo a secretária. “Há grande expectativa sobre o G20 como principal foro de cooperação e coordenação econômica internacional. Queremos trabalhar com todos os países-membros, convidados e organizações internacionais para impulsionar consensos em relação aos principais desafios da economia global e também da humanidade”, disse.

Os países vão estudar uma “proposta de comunicado”, que será considerada na reunião ministerial. Os 2 primeiros dias serão para “preparar o terreno” para as reuniões de 4ª e 5ª feira (28-29.fev.2024), que terão a participação do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, por videoconferência, e do presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, presencialmente.

Será a 1ª reunião de ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais com o Brasil a frente do G20. As discussões serão:

combate à fome, pobreza e desigualdades; equilíbrio das dimensões social, econômica e ambiental do desenvolvimento sustentável; reforma da governança internacional. “O Brasil acredita que o G20 é um fórum fundamental para avançar consensos globais pela sua representatividade e diversidade e porque já demonstrou sua capacidade de reação à crises nos últimos anos”, declarou a secretária.

“O Brasil e, particularmente, o Ministério da Fazenda se sentem honrados em contribuir com sua visão de mundo e uma agenda para a Trilha de Finanças, que, ao mesmo tempo, é muito brasileira e universal”, completou.

O Pavilhão da Bienal é uma construção projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012). O local fica no Parque do Ibirapuera, que completará 70 anos em 2024 e é o mais visitado da América Latina. Ela disse que é uma mistura de modernidade, natureza e vida urbana. São Paulo é o maior centro financeiro do país.

Aproximadamente 400 delegados representam os 20 integrantes do G20, 9 países convidados e 17 organizações internacionais.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Haddad pede compromisso ao Congresso para votar tributária em 2024

O ministro da Fazenda foi à Residência Oficial do presidente do Senado nesta 4ª...

Fachin e Gilmar são a favor de registro na Justiça e prazos para apurações do Ministério Público

Foto: Antonio Augusto/ STF Os ministros Edson Fachin e Gilmar Mendes, do STF...

Wanessa tira satisfação com bailarina que não olhou para ela no BBB 24

Wanessa Camargo participou do BBB 24 e ficou chateada com uma situação específica no...

Senado vota Perse na próxima terça. Daniella Ribeiro será relatora

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou, nesta quarta-feira (24/4), que a...

Mais para você