InícioEditorialPolítica NacionalRicardo Nunes reafirma que PL estará com ele nas eleições de 2024...

Ricardo Nunes reafirma que PL estará com ele nas eleições de 2024 e alfineta Boulos: ‘Risco para a cidade’

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), negou qualquer crise com bolsonaristas ou com o Partido Liberal (PL), partido do ex-presidente Jair Bolsonaro. O político, que mira a reeleição em 2024 e busca apoio da sigla, relembrou o apoio do PL na eleição anterior, quando era vice na chapa com Bruno Covas, e afirmou, neste domingo, 10, durante coletiva de imprensa, que acredita que o partido o apoiará na disputa. Aliados do prefeito afirmam que o mais importante para a candidatura é o apoio do PL, mesmo que o ex-presidente não queira dar apoio direto, pois a legenda seria a maior da frente de centro-direita que tem sido elaborada para disputar o pleito. “O PL fez parte da nossa coligação em 2020, foi uma eleição vitoriosa, com Bruno Covas de cabeça de chapa e eu de vice, com o PL junto. Nós ganhamos a eleição, eles estão participando do governo porque participaram da coligação e, se a gente tem um projeto que está dando certo, o natural seria dar continuidade neste projeto. Fora isso, é especulação”.

“O que eu tenho escutado do presidente municipal do PL aqui de São Paulo é de que o PL estará comigo e que a gente está fazendo um trabalho importante para a cidade. O que eu tenho escutado do presidente nacional do PL é a mesma coisa. Lógico que qualquer um pode ser candidato, mas crise não tem”, declarou Nunes. No entanto, nos bastidores, aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro ainda apostam em uma candidatura própria, como já foi ventilado anteriormente pelo deputado federal Ricardo Salles (PL), que acabou retirando sua pré-candidatura após rejeitar o apoio a Nunes. Outra aposta da ala bolsonarista do PL seria o nome do senador Marcos Pontes (PL). A ideia dos aliados de Nunes é de que ele não se afaste dos eleitores bolsonaristas, mas que não seja tão relacionado ao ex-presidente.

Recentemente, uma pesquisa do Datafolha demonstrou que 68% dos eleitores não votariam em um candidato indicado por Bolsonaro. Além disso, nas eleições presidenciais e ao governo do Estado de 2022, Haddad e Lula venceram na capital paulista. O atual prefeito tenta construir uma frente ampla contra o que ele tem classificado como o “candidato da extrema-esquerda”, que é o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL), apoiado pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Também na coletiva deste domingo, Nunes voltou a falar sobre o seu oponente: “É um risco para a cidade, alguém que prega a desordem (…) Ter alguém que vai gerar insegurança jurídica, que cometeu ações de depredação, de incentivo de invasões e desrespeito às leis, a cidade de São Paulo não é isso. A cidade de São Paulo é uma cidade do trabalho, da paz e do desenvolvimento. É muito como está na bandeira do Brasil ‘ordem e progresso’”.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Monique Alfradique recupera redes sociais e faz alerta

Nesta quarta-feira (22/5), Monique Alfradique comemorou ter recuperado o perfil do Instagram e do...

Jovem Pan News chega a 8 milhões de inscritos no Youtube

A Jovem Pan News chegou a 8 milhões de inscritos no Youtube e se...

Celular Seguro ultrapassa 50.000 bloqueios de aparelhos desde dezembro

O número de usuários cadastrados já supera 2 milhões até esta 4ª feira (22.mai),...

Conselho da Petrobras aprova Magda Chambriard para presidência

Tânia Rêgo/Agência Brasil 1 de 1 Imagem colorida de Magda Chambriard, nova presidente da...

Mais para você