InícioNotíciasPolíticaSP: grupo detido por morte de motorista tentava fugir para a Paraíba

SP: grupo detido por morte de motorista tentava fugir para a Paraíba

São Paulo – Os quatro jovens detidos por suspeita de terem assassinado um motorista de aplicativo em Cotia, na Grande São Paulo, tentavam fugir para a Paraíba quando foram localizados pela polícia na cidade de Mato Verde, em Minas Gerais.

Duas irmãs, de 18 e 20 anos, foram presas em flagrante, e um casal de adolescentes, de 17 e 15 anos, foram apreendidos no sábado (21/1) na cidade mineira. Eles confessaram participação no crime.

O motorista de aplicativo Paulo Diniz, de 43 anos,  morreu após ter tido o corpo incendidado pelos quatro jovens em uma estrada de Cotia. O crime ocorreu na última quinta-feira (19/1) e a vítima morreu dois dias depois em um hospital da cidade.

De acordo com a investigação, a jovem de 20 anos e o adolescente de 17 anos viviam juntos e já haviam praticado crime de extorsão no início do mês. No dia 19, eles convenceram a irmã da adolescente, de 18 anos, e uma amiga, de 15, a praticarem um assalto contra um motorista de aplicativo.

Como foi o crimeOs jovens pediram a corrida e, depois de cerca de 2 km de trajeto, anunciaram o assalto. Uma das suspeitas envolveu o pescoço do motorista com uma corda, enquanto outra o ameaçava com uma faca.

A vítima foi colcada no banco de trás com um capuz na cabeça, enquanto os quatro pediam senhas de cartão e aplicativos bancários do motorista.

De acordo com o delegado Aldair Marques, do 1º DP de Cotia, eles conseguiram transferir apenas R$ 78 da vítima, que alegava não ter mais dinheiro na conta.

Diante disso, os suspeitos decidiram abandonar o homem em um local afastado. Neste momento, a vítima teria reagido e, após ter sido desamarrada, arrancou a faca da mão de uma das meninas.

“A jovem de 18 anos vai para dentro do carro e pega um galão de combustível, que eles tinham comprado no trajeto com o intuito de colocar fogo no carro após o crime, para despistar a polícia. A menina pega a gasolina e começa a jogar na vítima”, conta o investigador.

Segundo Marques, o objetivo inicial era extorquir o motorista e roubar quantias que ele tinha na conta. “É o que gente tem chamado de sequestro do PIX”, afirma.

Ainda de acordo com o delegado, a adolescente de 15 anos ficou dentro do carro enquanto os outros entraram em luta corporal com o motorista do lado de fora. Dois deles, inclusive, também tiveram queimaduras pelo corpo.

Os jovens fugiram com o carro e o celular de Paulo Diniz. A vítima foi deixada se debatendo no chão com o corpo incendiado. Os suspeitos então ligaram para um conhecido na Paraíba e decidiram ir para lá com o objetivo de se esconder.

“Na saída da cidade, eles ligam para um amigo na Paraíba, pedindo guarida. Eles partem dali com a mesma roupa do corpo, começam a viagem sem passar na casa de ninguém. A ideia era vender o carro na Paraíba”.

No meio do caminho, já em Minas Gerais, os suspeitos venderam o celular da vítima por R$ 500 em uma assistência técnica, para abastecer o carro. Os jovens foram localizados pela inteligência da Polícia Civil na cidade de Mato Verde (MG) e foram detidos.

Os dois adultos tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva. Eles vão responder pelos crimes de latrocínio e extorsão mediante sequestro. Já os dois menores foram encaminhados à Fundação Casa.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ex-assessor de Bolsonaro diz à PF que não saiu do Brasil

Filipe Martins depôs nesta 5ª (22.fev); é acusado de integrar núcleo jurídico de grupo...

Ex de Nicole Bahls é preso em flagrante durante busca e apreensão

Na última quarta-feira (21/2), o ex-marido da ex-BBB Roberta Brasil e ex-noivo de Nicole...

Seu cheiro pode dar pistas do quão saudável você está

Centenas de compostos químicos saem de nossos corpos para o ar a cada segundo....

Mais para você