InícioNotíciasPolíticaSuspeito de matar filho de policial por causa de bombinha é preso

Suspeito de matar filho de policial por causa de bombinha é preso

São Paulo — A Polícia Civil prendeu, nessa quinta-feira (11/4), o segundo suspeito de ter matado Cláudio Marcelo Cabral, de 22 anos, filho de um policial aposentado, na noite de Natal do ano passado. Luiz Fernando do Nascimento (foto de destaque), de 19 anos, estava foragido da Justiça e foi preso em outra operação, que investiga uma quadrilha especializada em roubos de motos e celulares em Carapicuíba, na Grande São Paulo.

A morte de Cláudio aconteceu em Osasco, também na região metropolitana paulista. Ele foi baleado na cabeça após tirar o pai de uma discussão com dois homens, moradores de uma comunidade vizinha, que “frequentemente” atiravam bombinhas no quintal da casa da família, por saberem que lá mora um policial, segundo o boletim de ocorrência.

Ainda de acordo com o documento, Cláudio teria saído da casa com uma espingarda de chumbinho para ajudar o pai. Ele conseguiu tirar o ex-policial da confusão, mas acabou levando um tiro enquanto fechava o portão. O jovem foi levado para o Hospital São Luiz, mas não resistiu.

De acordo com a investigação da polícia, Luiz Fernando é apontado como o autor do disparo. Ele foi preso em flagrante durante diligências para prender uma quadrilha que roubava motos de luxo na região.

Os policiais o abordaram quando ele entrava em uma casa supostamente utilizada para desmontar os veículos roubados. Outro suspeito de integrar o bando também foi preso.

Durante a prisão, os agentes verificaram que havia um mandado de prisão preventiva expedido contra Luiz Fernando no caso da morte de Cláudio, que foi cumprido na mesma ocasião. Os dois suspeitos foram encaminhados ao 1° DP de Carapicuíba.

O Metrópoles não conseguiu localizar a defesa de Luiz Fernando do Nascimento. O espaço segue aberto para manifestações.

Em dezembro passado, o outro suspeito de envolvimento na morte do filho do policial foi preso em uma comunidade do Jaguaré, em Osasco, após investigação da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes e do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa de Osasco.

Segundo a polícia, Thiago Vinicius da Silva tentou fugir e apontou um simulacro de arma de fogo aos policiais, mas foi detido.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ghosting, benching, orbiting e catfishing: conheça o vocabulário dos apps de namoro

Aplicativos de namoro são considerados uma forma bastante comum de se conhecer novas pessoas...

‘Até o final do mandato, podemos voltar a ser a sexta economia do mundo’, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participou nesta quarta-feira (12) do evento...

Michelle Bolsonaro vai assinar coleção de marca de calçados

Lançamento em parceria com a Lilian Soares Calçados será...

Mais para você