InícioEditorialPolítica NacionalUnião Brasil ameaça fazer oposição a Lula após manutenção de ministra do...

União Brasil ameaça fazer oposição a Lula após manutenção de ministra do Turismo

A decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de confirmar a continuidade da ministra Daniela Carneiro (União Brasil-RJ) no comando do Ministério do Turismo fez aumentar a pressão de uma ala do União Brasil que defende a substituição imediata da deputada federal licenciada. Com a manutenção de Daniela no cargo, lideranças do partido ameaçam “desembarcar” do governo e adotar uma postura de oposição ao Palácio do Planalto. O tema deve ser discutido em uma reunião entre caciques do partido nesta terça-feira, 13, em Brasília. Em conversa com o site da Jovem Pan, o deputado federal Rodrigo Valadares (União Brasil-SE) disse que, pessoalmente, integra uma ala do partido já de oposição ao governo. Na prática, se confirmado o movimento de opositor, o grupo deve ganhar força, com reflexos imediatos nas futuras votações no Congresso Nacional, especialmente na Câmara, que se prepara para a votação da reforma tributária.

“Pessoalmente, eu e outros deputados do partido já fazemos oposição ao governo Lula. Esse governo já nasceu envelhecido em suas práticas e ações, além de governar apenas para ala mais radical do PT e do PSOL, não governa para o povo brasileiro”, disse o parlamentar. Em números, o desembarque integral do União Brasil representaria perder 59 cadeiras na Casa Baixa – o que pode colocar em risco os planos de Lula. Por hora, o governo confirma a continuidade da ministra do Turismo, com acenos claros à Daniela e a Waguinho (Republicanos). Nesta terça, após reunião entre a ministra e Lula, o líder do governo no Senado, senador Jaques Wagner (PT-BA), afirmou que Daniela não pode ser tratada “como se fosse qualquer pessoa” em razão da ministra e seu entorno no Rio de Janeiro terem apoiado a campanha do presidente em 2022.

“É uma pessoa que tem o carinho e o apreço do presidente. Portanto, ele [presidente Lula] vai encontrar uma saída que dê conforto a todo mundo”, disse o líder. É fato que para manter os votos do União Brasil, o chefe do Executivo terá que substituir a indicada. E, agora, a pressão pelo “desembarque” torna o tema ainda mais urgente. O principal cotado para assumir a vaga é o deputado federal Celso Sabino (União Brasil-PA), aliado de primeira hora do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e que também recebe apoio do presidente nacional da legenda, Luciano Bivar (União Brasil-PE). Segundo ele, Sabino goza de “grande prestígio” e é “bem credenciado” para representar o partido na Esplanada. Para que a indicação ocorra, no entanto, Lula terá que encontrar espaços para “acomodar” os aliados da Baixada Fluminense e, de preferência, sem sofrer novas derrotas.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Prefeito de Porto Alegre agradece Nunes por doações da Virada Cultural para o RS

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), enviou um vídeo ao prefeito de...

Líderes europeus criticam imigração ilegal em evento em Madri

Premiê da Itália e a deputada francesa Marine Le Pen pediram fortalecimento das fronteiras...

Espanha exige desculpa de Milei por xingar esposa do primeiro-ministro

Tomas Cuesta/Getty Images 1 de 1 Foto colorida de Javier Milei, presidente da Argentina...

Paulo Pimenta expõe divergências com Eduardo Leite sobre as enchentes no RS

O ministro Paulo Pimenta, designado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para coordenar...

Mais para você