InícioNotíciasPolíticaVeja imagens de Mauro Cid após deixar a prisão no Batalhão do...

Veja imagens de Mauro Cid após deixar a prisão no Batalhão do Exército

O tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), deixou o Batalhão de Polícia do Exército, em Brasília, na tarde deste sábado (9/9). O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liberdade provisória ao militar depois que ele fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF).

Mauro Cid deixou o Batalhão do Exército no carro de seu advogado, Cezar Roberto Bitencourt, e foi direto ao Centro Integrado de Monitoração Eletrônica (Cime), ligada a Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal (Seape/DF), onde colocou a tornozeleira eletrônica.

Confira:

Cid deverá fazer o uso de tornozeleira eletrônica, está proibido de sair de casa em determinados horários e foi afastado das funções no Exército

Cid deverá usar tornozeleira eletrônica, está proibido de sair de casa em determinados horários e foi afastado das funções no Exército Hugo Barreto/Metrópoles

Mauro Cid estava preso desde 3 de maio em Brasília

Mauro Cid estava preso desde 3 de maio em Brasília Hugo Barreto/Metrópoles

Mauro Cid deixa Batalhão de Polícia do Exército

Mauro Cid deixa Batalhão de Polícia do Exército Hugo Barreto/Metrópoles

Mauro Cid

Mauro Cid deixou o Batalhão do Exército e foi para o Centro Integrado de Monitoração Eletrônica, onde colocou tornozeleira eletrônica Hugo Barreto/Metrópoles

Mauro Cid

Ministro Moraes suspendeu porte de arma de fogo de Cid e o seu registro de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC) Hugo Barreto/Metrópoles

Ministro Alexandre de Moraes ainda determinou apreensão do passaporte de Mauro Cid

Ministro Alexandre de Moraes ainda determinou apreensão do passaporte de Mauro Cid Hugo Barreto/Metrópoles

Imagem colorida de Mauro Cid ao lado de integrante do Exército, fardado

Mauro Cid no Batalhão de Polícia do Exército Hugo Barreto/Metrópoles

Mauro Cid no Batalhão de Polícia do Exército, em Brasília, onde ficou preso por 4 meses

Cid estava preso desde 3 de maio, por ordem de Alexandre de Moraes Hugo Barreto/Metrópoles

Cezar Roberto Bitencourt, advogado de Cid

Cezar Roberto Bitencourt, advogado de Cid, chega ao atalhão de Polícia do Exército, em Brasília Hugo Barreto/Metrópoles @hugobarretophoto

Cezar Roberto Bitencourt, advogado de Mauro Cid

Bitencourt chegou acompanhado de sua esposa Hugo Barreto/Metrópoles @hugobarretophoto

Além da tornozeleira eletrônica, o ministro Alexandre de Moraes também determinou outras medidas cautelares ao militar, como a proibição de sair de casa em determinados horários e o seu afastamento das funções no Exército.

O acordo de delação premiada de Mauro Cid foi fechado no âmbito do inquérito que investiga as milícias digitais no STF, que está sob o guarda-chuva do ministro Alexandre de Moraes.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Anatel aprova novo sistema de alertas de emergência

Aviso aparecerá sobreposto às telas abertas nos celulares; utilização ainda depende de treinamento com...

Antes de nascer, filho de Viih Tube bate 100 mil seguidores nas redes

Viih Tube e Eliezer revelaram, neste sábado (25/5), que a filha Lua ganhará um...

Homem agredido por morador de rua no Sudoeste é agente da PF

O homem que foi agredido por um jovem em situação de rua, na tarde...

Delegado da Polícia Civil é baleado por PM de folga durante discussão na zona leste de São Paulo

Um delegado da Polícia Civil de São Paulo foi baleado por um PM durante...

Mais para você