InícioEntretenimentoCelebridadeVídeo. Vizinha recepciona Anderson Torres com bandeira do PT: “Tapete vermelho”

Vídeo. Vizinha recepciona Anderson Torres com bandeira do PT: “Tapete vermelho”

Uma moradora vizinha à casa de Anderson Torres, no condomínio Ville de Montagne, estendeu uma bandeira do Partido dos Trabalhadores (PT), na noite desta quinta-feira (11/5), para recepcionar o ex-ministro do governo Bolsonaro. Torres voltou para a mansão onde mora, após quatro meses preso, no Batalhão da Polícia Militar do DF, no Guará.

“Já que é para recepcionar, que seja com tapete vermelho”, comentou a mulher, em tom de deboche.

O ex-secretário de Segurança Pública do DF recebeu liberdade provisória na noite desta quinta, por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF. Torres chegou em casa pouco antes das 22h. De forma discreta, ele entrou na garagem da residência ainda dentro do carro e não falou com a imprensa. A casa ficou com as luzes apagadas na maior parte da noite.

A vizinha preferiu não se identificar, mas disse que não concordava com as atitudes do ex-ministro. “Não aprovo os atos terroristas que ele se envolveu”, disse.

Outra moradora do condomínio também criticou Torres. “Um absurdo, uma vergonha aquele quebra-quebra. O Ville é condomínio de gente que defende a natureza, gente trabalhadora”, reclamou

Segundo ela, o residencial ficou dividido quanto ao retorno de Anderson. “Aqui é metade bolsonarista e metade lulista”, disse uma moradora que também pediu anonimato. Apesar disso, não havia moradores apoiadores do ex-presidente prestando solidariedade a Torres em seu retorno ao residencial.

Veja:

Anderson ganhou liberdade provisória, com monitoramento eletrônico. O ex-secretário fica proibido de deixar o Distrito Federal; de manter contato com os demais investigados; de usar redes sociais; e ficou determinado o afastamento do cargo que ocupa da Polícia Federal. O descumprimento de qualquer uma das medidas alternativas implicará na revogação e decretação da prisão.

Movimentação no 4° Batalhão da PMDF pouco antes da soltura do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Anderson Torres 3

Movimentação no 4° Batalhão da PMDF pouco antes da soltura do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Anderson TorresVinícius Schmidt/Metrópoles

Movimentação no 4° Batalhão da PMDF pouco antes da soltura do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Anderson Torres 1

Movimentação no 4° Batalhão da PMDF pouco antes da soltura do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Anderson TorresVinícius Schmidt/Metrópoles

Movimentação no 4° Batalhão da PMDF pouco antes da soltura do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Anderson Torres 2

Movimentação no 4° Batalhão da PMDF pouco antes da soltura do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Anderson TorresVinícius Schmidt/Metrópoles

Anderson Torres e Jair Bolsonaro

Ex-presidente Jair Bolsonaro ao lado do então ministro da Justiça, Anderson Torres, em fevereiro de 2022Rafaela Felicciano/Metrópoles

Anderson Torres e Jair Bolsonaro

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson TorresRafaela Felicciano/Metrópoles

Anderson Torres e Jair Bolsonaro

Ex-presidente Jair Bolsonaro ao lado do então ministro da Justiça, Anderson Torres, em fevereiro de 2022Rafaela Felicciano/Metrópoles

Anderson Torres e Jair Bolsonaro

Ex-presidente Jair Bolsonaro ao lado do então ministro da Justiça, Anderson Torres, em fevereiro de 2022Rafaela Felicciano/Metrópoles

Anderson Torres e Jair Bolsonaro

Ex-presidente Jair Bolsonaro ao lado do então ministro da Justiça, Anderson Torres, em fevereiro de 2022Rafaela Felicciano/Metrópoles

Anderson Torres e Jair Bolsonaro

Ex-presidente Jair Bolsonaro ao lado do então ministro da Justiça, Anderson Torres, em fevereiro de 2022Rafaela Felicciano/Metrópoles

Ex-Ministro da Justiça, Anderson Torres

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson TorresIgo Estrela/Metrópoles

Anderson Torres, ex-secretário Eduardo Bolsonaro

O ex-ministro de Bolsonaro, Anderson Torres, será o alvo de Lula na CPMIRafaela Felicciano/Metrópoles

Ibama detectou sumiço de 7 aves em extinção na casa de Anderson Torres

Torres está preso desde o dia 14 de janeiroRafaela Felicciano/Metrópoles

foto-4-anderson-torres-e-diretores-pf-prf-coletiva-imprensa-preparação-eleicoes-2-tunro-28102022

Anderson TorresRafaela Felicciano/Metrópoles

Torres estava preso desde o dia 14 de janeiro, por suposta omissão durante atos golpistas de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), em 8 de janeiro, na sede dos Três Poderes, em Brasília.

“As razões para a manutenção da medida cautelar extrema em relação a Anderson Gustavo Torres cessaram, pois a necessária compatibilização entre a Justiça Penal e o direito de liberdade demonstra que a eficácia da prisão preventiva já alcançou sua finalidade, com a efetiva realização de novas diligências policiais, que se encontravam pendentes em 20/4/2023”, escreveu Moraes na decisão.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Casamento de filha de Ciro Nogueira tem show de Wesley Safadão em SP

Eliane Nogueira e Pedro Henrique Brito comemoraram a união na Fundação Maria Luisa e...

Jovem autista desaparecido no Entorno do DF é encontrado

Reprodução 1 de 1 lucas-autista-desaparecido -...

Fiocruz diz que cerca de 3.000 instalações de saúde no Rio Grande do Sul foram afetadas pelas enchentes

Um levantamento recente realizado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) trouxe à tona uma realidade...

Anatel aprova novo sistema de alertas de emergência

Aviso aparecerá sobreposto às telas abertas nos celulares; utilização ainda depende de treinamento com...

Mais para você