Chame Táxi Uirislan

Município vizinho encaminha projeto para criar GCM, servidores de Itamaraju planejam medida similar

Brasil a fora uma realidade tem se tornado comum, de forma desenfreada a “VIOLÊNCIA” assusta e ocupa desde grandes centros a pequenos povoados.  Instituições afirmam que estamos nos transformando num dos países mais brutais. Apenas nos 07 meses deste ano 24,4 mil mortes violentas ocorrem no país, refletindo numa taxa de uma morte por minuto.

As taxas de roubos, crimes contra a honra e vida vêm se banalizando. No estado da Bahia os números assustam e jovens são alvos fáceis da crueldade, tendo a prevalência do silêncio.

Cidades tomadas pelo medo, o receio em praticar atividades comuns em muitos lugares são colocados ao lado e substituídos pelo MEDO.

Alguns gestores que sentem a preocupação com os três pilares no serviço público presentes na sociedade que são EDUCAÇÃO, SAÚDE e SEGURANÇA, têm buscado alternativas para frear o número elevado de crimes.

Uma medida que tem promovidos grandes avanços numa parceria entre estados e municípios são as implantações de GCM (Guarda Civil Municipal), cidades do estado capixaba, na vanguarda com imensa experiência, também tem triunfado após a adoção dessa iniciativa e ações conceituais voltadas a comunidade.

O município de Itabela decidiu ingressar na implantação da GCM, aliada ao governo municipal que inclinou ao perceber as benécias do projeto social que aperfeiçoará os investimentos e recursos no âmbito da segurança.

O principal objetivo da Guarda Municipal é preservar o patrimônio público, defendendo também por consequência o interesse privado, com ronda ostensiva e ampla vigilância em prédios municipais, somada a outras atribuições previstas em lei. Num formato conjunto entre as polícias, civil e militar.

O prefeito encaminhou Projeto de Lei (PL), para o parlamento do município que deverá votar e aprovar a medida, tornando uma conquista para o SINDGUARDA (Sindicato dos Guardas Municipais da Bahia). O presidente da associação dos guardas municipais de ITAMARAJU, o senhor Uires de Jesus Silva Sobral tem acompanhado o processo na cidade vizinha, contudo procura qualificação e tem participado de cursos de capacitações, que possam preparar os servidores do município para futuras medidas.

Uires acredita numa adoção do município de Itamaraju neste mesmo projeto que beneficiará a comunidade local.

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!