InícioEditorialPolítica NacionalBrasil tem mais de 30 mil câmeras corporais em uso por policiais;...

Brasil tem mais de 30 mil câmeras corporais em uso por policiais; Bahia deve receber ainda este ano

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Bodycam utilizada em São Paulo 13 de outubro de 2023 | 09:35

Mais de 30 mil câmeras corporais estão em uso por policiais e guardas municipais de todo o Brasil, segundo levantamento feito pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Os equipamentos são usados nas fardas dos agentes para gravar ações e proteger tanto os cidadãos quanto os próprios policiais.

O levantamento é parte de um diagnóstico feito pelo MJSP, em parceria com universidades, para traçar um quadro sobre o cenário atual do uso das câmeras (também conhecidas pelo nome em inglês, bodycams) no país. De acordo com o ministério, até agosto, 26 unidades da federação já estavam usando o equipamento ou se preparando para começar sua utilização.

A Bahia, no entanto, ainda não possui os equipamentos. Em visita ao estado, no último dia 5, o ministro Flávio Dino afirmou que a pasta deve doar as câmeras corporais ainda esse ano para a Bahia. “Estamos trabalhando com a Bahia a doação de algumas câmeras ainda para este ano. É a próxima parceria para que haja tecnologia dos Estados Unidos e vamos colocar à disposição da Bahia”, disse, na ocasião.

A compra do equipamento pelo governo baiano está travada desde o fim da gestão de Rui Costa. Neste ano, sob a gestão de Jerônimo Rodrigues, a licitação foi reiniciada três vezes.

A primeira empresa foi descartada por não ter conseguido comprovar atuação no Brasil. Já a segunda não atendeu às demandas solicitadas pelo edital, apresentando inconsistência nas imagens geradas pelos equipamentos. A informação foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP-BA), em setembro.

Levantamento

Três estados estão com o uso mais difundido, segundo o MJSP: São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro. Além desses, em outros quatro estados, o processo de implementação já começou: Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Roraima e Rondônia. Minas, por exemplo, está em uma fase de projeto-piloto, com o uso experimental de mil câmeras.

Apenas Mato Grosso ainda não planeja adquirir os equipamentos. Prefeituras, como a de Curitiba, já estão usando as câmeras em suas guardas municipais. A capital paranaense tem cerca de 500 equipamentos em uso.

O ministério deve divulgar, em novembro, uma diretriz nacional para o uso dessas câmeras. O documento deve trazer informações sobre processos como tempo de gravação, rotinas, quem pode acessar as imagens e como essas gravações podem ser guardadas e compartilhadas.

As diretrizes não serão obrigatórias para estados e municípios, já que eles continuarão tendo autonomia para criar suas próprias regras para o uso das câmeras, mas servirão como parâmetro para as forças federais e para financiamentos à compra desses equipamentos com recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP).

Política Livre, com informações da Agência Brasil

Comentários

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Michelle Bolsonaro vai assinar coleção de marca de calçados

Lançamento em parceria com a Lilian Soares Calçados será...

Educação de qualidade: Prefeitura avança com obra de escola padrão FNDE

O compromisso da Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas com uma educação de qualidade...

Câncer de pele: os sintomas do tumor de Kevin Jonas, do Jonas Brothers

Reprodução/Facebook 1 de 1 Foto colorida da banda Jonas Brothers - Metrópoles ...

PF indicia ministro das Comunicações, Juscelino Filho

A Polícia Federal indiciou o ministro das Comunicações, Juscelino Filho (União-MA), suspeito de uso...

Mais para você