InícioNotíciasPolíticaCâncer de pele: os sintomas do tumor de Kevin Jonas, do Jonas...

Câncer de pele: os sintomas do tumor de Kevin Jonas, do Jonas Brothers

Reprodução/Facebook

1 de 1 Foto colorida da banda Jonas Brothers – Metrópoles – Foto: Reprodução/FacebookO cantor Kevin Jonas, dos Jonas Brothers, revelou nessa terça (11/6) que fez uma cirurgia para retirar um câncer de pele de sua testa. O integrante do Jonas Brothers relatou que o procedimento foi sutil e que ele pôde voltar para casa no mesmo dia.

O câncer do cantor era do tipo carcinoma basocelular. Este tipo de câncer é o mais comum e menos agressivo dos tumores de pele, se dividindo conforme os formatos da mancha que se observa na área afetada.

Os tumores basocelulares possuem um crescimento mais lento. O diagnóstico se dá, usualmente, pelo aparecimento de uma mancha mais clara e brilhante, geralmente em partes da pele mais expostas à luz solar como rosto, pescoço e braços.

Como monitorar sinais de um câncer de pele? O crescimento da mancha no câncer de pele basocelular é irregular e pode passar desapercebido por algum tempo. Para monitorar a saúde das manchas na pele, os médicos recomendam estar atento a cinco aspectos resumidos na sigla ABCDE: assimetria, bordas irregulares, cores variadas dentro da mesma mancha, diâmetro superior a 1cm e evolução de tamanho.

“Esse tipo de tumor está relacionado a uma exposição ao sol sem uso de proteção, por isso sempre ressaltamos a importância de usar o protetor solar e de fazer consultas frequentes com dermatologista”, aponta a oncologista Sheila Ferreira, da Oncoclínicas.

Para fazer um autoexame da saúde da pele, os dermatologistas recomendam que é preciso avaliar o rosto, o couro cabeludo, levantar o braços e também examinar as costas. Se essa avaliação for feita por outra pessoa, facilita o monitoramento.

Na dúvida, a recomendação é marcar uma consulta e fotografar as manchas suspeitas para acompanhar o crescimento.

1 de 14

O câncer de pele é o tipo de alteração cancerígena mais incidente no país, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). A enfermidade pode aparecer em qualquer parte do corpo e, quando identificada precocemente, apresenta boas chances de cura

Peter Dazeley/Getty Images

2 de 14

A exposição solar exagerada e desprotegida ao longo da vida, além dos episódios de queimadura solar, é o principal fator de risco do câncer de pele. Segundo o Inca, existem diversos tipos da doença, que geralmente são classificados como melanoma e não-melanoma

Barcin/Getty Images

3 de 14

Os casos de não-melanoma são mais frequentes e apresentam altos percentuais de cura. Além disso, esse é o tipo mais comum em pessoas com mais de 40 anos e de pele clara

BSIP/UIG/Getty Images

4 de 14

O melanoma, por sua vez, tem menos casos registrados e é mais grave, devido à possibilidade de se espalhar para outras partes do corpo. Por isso é importante fazer visitas periódicas ao dermatologista e questionar sobre sinais suspeitos

JUAN GAERTNER/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

5 de 14

Apesar de ser um problema de saúde que pode afetar qualquer pessoa, há perfis que são mais propensos ao desenvolvimento do câncer de pele, tais como: ter pele, cabelos e olhos claros, histórico familiar da doença, ser portador de múltiplas pintas pelo corpo, ser paciente imunossuprimido e/ou transplantado

JodiJacobson/Getty Images

6 de 14

Segundo especialistas, é importante investigar sempre que um sinal ou pinta apresentar assimetria, borda áspera ou irregular, duas ou mais cores, ter diâmetro superior a seis milímetros, ou mudar de tamanho com o tempo. Todos esses indícios podem indicar a presença de um melanoma

kali9/Getty Images

7 de 14

Os primeiros sinais de não-melanona tendem a ter aparência de um caroço, mancha ou ferida descolorida que não cicatriza e continua a crescer. Além disso, pode ter ainda aparência lisa e brilhante e/ou ser parecido com uma verruga

Peter Dazeley/Getty Images

8 de 14

O sinal pode causar coceira, crostas, erosões ou sangramento ao longo de semanas ou até mesmo anos. Na maioria dos casos, esse câncer é vermelho e firme e pode se tornar uma úlcera. As marcas são parecidas com cicatrizes e tendem a ser achatadas e escamosas

Getty Images

9 de 14

O câncer de pele geralmente aparece em partes do corpo onde há maior exposição ao sol, estando muito associada à proteção inadequada com filtros solares

Callista Images/Getty Images

10 de 14

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, o não-melanona tende a ser completamente curado quando detectado precocemente. Ele raramente se desenvolve para outras partes do corpo, mas se não for identificado a tempo, pode ir para camadas mais profundas da pele, dificultando o tratamento

SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

11 de 14

O diagnóstico do câncer de pele é feito pelo dermatologista por meio de exame clínico. Em determinadas situações, pode ser necessária a realização do exame conhecido como “Dermatoscopia”, que consiste em usar um aparelho que permite visualizar camadas da pele não vistas a olho nu. Em situações mais específicas é necessário fazer a biópsia

Noctiluxx/Getty Images

12 de 14

Segundo o Ministério da Saúde, “a cirurgia oncológica é o tratamento mais indicado para tratar o câncer de pele para a retirada da lesão, que, em estágios iniciais, pode ser realizada sem internação”

lissart/Getty Images

13 de 14

Ainda segundo a pasta, “nos casos mais avançados, porém, o tratamento vai variar de acordo com a condição em que se encontra o tumor, podendo ser indicadas, além de cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia”

ALFRED PASIEKA/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

14 de 14

Entre as recomendações para a prevenção do câncer de pele estão: evitar exposição ao sol, utilizar óculos de sol com proteção UV, bem como sombrinhas, guarda-sol, chapéus de abas largas e roupas que protegem o corpo. Além, é claro, do uso diário de filtro solar com fator de proteção solar (FPS) 15 ou mais

franckreporter/Getty Images

Siga a editoria de Saúde no Instagram e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ronaldo Caiado quer disputar eleições presidenciais de 2026 caso Bolsonaro siga inelegível

A eleição para a Presidência da República será em 2026, mas os nomes já...

LaLiga firma parceria com Uber Eats até 2027

O acordo inclui a iniciativa “Delivery of the day”, que premiará a melhor assistência...

Nego Di é alvo de operação que investiga lavagem de dinheiro, diz site

Instagram/Reprodução 1 de 1 Nego Di de blusa e boné vermelhos na sacada de...

Homem faz cocô em frente a loja, cachorro se esfrega e vídeo viraliza

São Paulo — Uma câmera de monitoramento instalada na parte de fora de uma...

Mais para você