InícioEditorialPolítica NacionalConselho de Ética arquiva processo de cassação do Delegado da Cunha por...

Conselho de Ética arquiva processo de cassação do Delegado da Cunha por suposta agressão à ex-mulher

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara arquivou, nesta quarta-feira (15), o processo de cassação do deputado federal Delegado da Cunha (PP-SP) por suspeita de agressão à ex-mulher. O caso transcorria em caráter preliminar. Caso tivesse sido dado encaminhamento, o colegiado deveria reunir provas para dar um parecer definitivo sobre a perda do mandato. Da Cunha é acusado de agredir a nutricionista Betina Raísa Grusiecki Marques, de 28 anos, de acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima.

O relator do caso deputado Albuquerque (Republica-RR) votou pelo arquivamento sob o argumento de ausência justa causa e sugeriu censura verbal do parlamentar. “Nós não podemos apurar neste momento. Quem vai investigar é a polícia. Quem vai decidir é a Justiça”, disse o relator alegando que não poderiam “cometer um ato absurdo”.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Relato de Betina no boletim de ocorrência

As agressões teriam ocorrido no dia 14 de outubro do ano passado em um apartamento em Santos (SP). Da Cunha comemorava 46 anos e estava bêbado, segundo a vítima. O deputado federal xingou a mulher, ameaçou matá-la e bateu a cabeça dela na parede por duas vezes. Betina relatou que foi enforcada e chegou a desmaiar devido aos ataques.

Os relatos de Betina constam no boletim de ocorrência feito na Delegacia da Mulher de Santos. Na delegacia, ela pediu que fossem adotadas medidas protetivas para que o deputado fosse mantido afastado dela.

“Hoje o autor, após consumir bebida alcoólica, promoveu uma discussão e atacou a sua honra, dizendo ‘putinha, não serve para nada, lixo’, passando a bater a sua cabeça na parede, e apertando o seu pescoço, vindo a vítima a desmaiar”, diz o boletim.

Outro trecho do boletim diz: “E, ao recordar, ele veio novamente em sua direção, e a vítima jogou um secador na cabeça dele, neste interregno, ele bate sua cabeça novamente na parede e disse: ‘Vou encher de tiros a sua cabeça, vou te matar e vou matar a sua mãe’, quebrando seus óculos e jogando cloro nas roupas da vítima”.

Algumas imagens das discussões e do momento em que a agressão teria ocorrido foram divulgadas no programa Fantástico, da TV Globo. Da Cunha chega a afirmar durante a gravação que iria matar a companheira. Em outro vídeo, o parlamentar conversa com a mãe de Betina e pede que as filmagens em posse da família não fossem divulgados. “Esse vídeo acaba com a minha vida. Colocar um vídeo desse eu vou perder o mandato”, disse o deputado.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasileiros preferem Michelle a Janja, diz Paraná Pesquisas

Dos entrevistados, 43% dizem gostar mais da ex-primeira-dama do que da atual; 16% não...

Exclusivo: prima de cantora famosa estará em game show da Record

As gravações do novo game show da Record, o Acerte ou Caia, que será...

Entidade israelista no Brasil critica Lula: “Michel ficou para trás”

Instituições e movimentos israelitas no Brasil divulgaram notas em que lamentam a morte do...

Mais para você