InícioEntretenimentoCelebridadeDe Gandhy a 'delícia’, prefeito de Salvador caiu na folia antes e...

De Gandhy a ‘delícia’, prefeito de Salvador caiu na folia antes e durante o Carnaval

O trio de Léo Santana estava descendo o Morro do Cristo, na Barra, e no meio da multidão, metendo dança, vinha Bruno Reis. A cena inusitada do prefeito de Salvador pulando na pipoca viralizou nas redes sociais. Era o prenúncio do que seria o primeiro Carnaval dele como gestor da cidade. Foram dias intensos até para quem está acostumado com a rotina. Com as chaves da capital entregues ao Rei Momo, restou ao prefeito cair na folia, como bom súdito.

Esse foi o primeiro carnaval de Bruno à frente da prefeitura porque, apesar dele ter assumido a gestão em janeiro de 2021, a festa foi cancelada nos dois primeiros anos do seu mandato por conta da pandemia de covid-19.

Com essa demanda reprimida, o administrador da capital não parou em Léo Santana. Bruno saiu no bloco de Bell Marques, dançou arrocha na pipoca de Thiago Aquino e desceu a Rua Chile vestido de Filho de Gandhy.

A folia rendeu muitas resenhas. Ele foi chamado de “delícia” por ninguém menos que Anitta, usou colar de Gandhy nos encontros com a imprensa, visitou camarotes, recebeu famosos, e teve até ligação pessoal para Ivete Sangalo e para empresas de fretamento de aeronaves, tudo para conseguir que Veveta participasse do encerramento do Carnaval.  

Festa começou cedo

Ainda na terça-feira passada, dia 14, faltando dois dias para o início oficial da folia, o que ocorreu na quinta, 16, Léo Santana puxou o Pipoco, no Circuito Tapajós (de Ondina para a Barra). E o prefeito estava aonde? Acertou quem respondeu atrás do trio elétrico, para desespero da sua equipe de segurança, que até tentou organizar, mas foi impossível: os foliões se aproximaram e pediram selfies.

Bruno Reis fez questão de cumprimentar todo mundo e fez até o L – de Léo Santana -, enquanto metia mais dança. A letra da música do cantor, ele também sabia de cor. De cima do trio, o Gigante reconheceu o prefeito e mandou um salve, que Bruno, empolgado, respondeu com um sonoro “Feliz Carnaval, Salvador”.

Antes de pipocar atrás do trio, Bruno Reis já tinha assistido ao Furdunço, ao Fuzuê e visitado outros eventos pré-carnavalescos. No primeiro dia da folia, na quinta-feira de Momo, ele foi recebido por assessores e políticos no Camarote 2222. Subiu até o mezanino, conversou com os repórteres, entregou sorridente a chave da cidade ao Rei Momo e foi categórico:

“Ele comanda a folia. O prefeito fica resolvendo os problemas, cuidando da operação, mas a folia quem comanda é o nosso Rei Momo. A parte boa”, brincou. E logo após a entrega da chave ficou na sacada aproveitando o show de Ivete Sangalo.

Quase entra água

A primeira festa de Bruno Reis como gestor, no entanto, começou com um susto. O rompimento de uma adutora da Embasa abriu uma cratera que engoliu um carro em um dos acessos à folia e deixou diversos bairros sem abastecimento. O problema causou congestionamentos e atrapalhou a limpeza do circuito, mas foi resolvido em 24 horas.

Naquele mesmo dia, Bruno e a primeira-dama, Rebeca Cardoso, subiram no trio de Xanddy e o prefeito foi flagrado balançando-se ao som de ‘Daquele Jeito’. 

A “delícia” de Anitta

Mas, um dos momentos mais descontraídos aconteceu no dia seguinte. Na sexta-feira, durante a passagem do bloco de Anitta em frente ao camarote da prefeitura, no circuito Dodô, a artista chamou o prefeito de Salvador de “delícia”.

“Olha o prefeito da cidade, gente, que chique. Olha o bofe gato que está atrás dele ali. Que delícia, o prefeito e o amigo”, disse a poderosa.

A internet não perdeu tempo. Ao perceber a repercussão, Bruno se antecipou em convocar a esposa em um vídeo do momento publicado nas redes sociais dele. “Rebeca, corre aqui”. A primeira-dama entrou na brincadeira e respondeu “Tô chegando, hein”. 

O caso rendeu boas risadas também nos bastidores. Ivete Sangalo, que é a cantora que costuma brincar bastante com as autoridades durante seus desfiles, comentou o episódio durante a desfile, no domingo, dizendo que ele pulou uma fogueira.

A cantora brincou com o fato dela e de Bruno serem naturais de Juazeiro, no Vale do São Francisco, e deixou o prefeito encabulado. “Eu sei a história de Bruno, mas não vou contar aqui porque ele é prefeito. Esse homem pegava era gente… Pegava para dizer: ‘olha, o caminho certo é esse’. Um homem direito”, brincou.

Bruno aproveitou a intimidade e no dia seguinte ligou para Ivete para pedir que ela puxasse um trio pipoca no Circuito Osmar (Campo Grande), na terça-feira de Carnaval, mas a artista tinha agenda no interior de São Paulo.

“A gente não conseguiu uma aeronave grande que pudesse transportar a equipe dela. Eu, pessoalmente, estava ligando, contatando empresas aéreas. Mas ela se comprometeu a cantar no ano que vem”, disse o prefeito.

Fora de circuito

Sobre a possibilidade do Carnaval mudar para a Boca do Rio, o prefeito disse que essa alteração está descartada. “Esse assunto saiu de pauta tem muito tempo. Teve a discussão naquele momento, avaliei, ouvi opiniões e ao final decidimos pela manutenção do Carnaval [nos circuitos tradicionais]. Se a gente conseguir fazer uma grande festa no Centro, oferecer bem os serviços nos dois circuitos, talvez esse assunto seja sepultado definitivamente”, afirmou. “Senão, pode ser que volte a ser discutido em algum momento”, acrescentou. 

Durante a entrevista coletiva para avaliar o Carnaval, o prefeito contou que aprendeu alguns passos dos hits da folia e prometeu mostrar o gingado na avenida. Questionado sobre qual será a música do Carnaval 2023, sorriu e desconversou. Além de folião, diplomata.

“Essa é a pergunta mais difícil, porque qualquer coisa que eu diga vai me deixar bem com um [artista] e mal com os outros. É importante destacar que a volta do Carnaval coincide com os sucessos dos nossos artistas. A música mais tocada do Spotify é a de Léo Santana, Zona de Perigo. A de Ivete, Cria da Ivete, está entre as dez mais. E tem ainda Carol, de Escandurras, e o Boneco, de Oh Polêmico. Eu danço [todas], mas não me peça para escolher”.

O Correio Folia tem patrocínio da Clínica Delfin, apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio da Jotagê e AJL.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Governo trava taxação de importações de até US$ 50 e adia discussão

Relator tenta acordo para aprovar o fim da isenção, mas governistas estão resolutos; votação...

Quaest: 42% dos deputados avaliam Lula negativamente; 32% aprovam

Rafaela Felicciano/Metrópoles 1 de 1 imagem colorida Lula subindo rampa do planalto - metrópoles...

Mais para você