InícioEntretenimentoCelebridadeDiretor demitido da Globo por racismo revela acordo financeiro

Diretor demitido da Globo por racismo revela acordo financeiro

O diretor artístico Vinicius Coimbra falou pela primeira vez sobre as acusações de racismo por parte do elenco da novela Nos Tempos do Imperador, trama que foi exibida na Globo entre 2021 e 2022. O profissional, também acusado de assédio moral, revelou que chegou a tentar fazer um acordo financeiro com os artistas envolvidos no caso.

“Houve um pedido de reparação financeira, partindo deles, que estava além das minhas possibilidades. Dias depois, devolvemos uma contraproposta que julgamos proporcional à minha parcela de responsabilidade e condizente com a prática judicial brasileira no tema de dano moral. Tudo para tentar compor esse dano de relação, reconhecido por mim como existente e por eles como não-intencional. Nossa contraproposta não foi aceita, e há oito meses não temos mais contato”, contou à Folha de São Paulo.

Ele relatou ainda que não tinha poder sobre algumas questões levantadas pelos artistas, como separação de negros e brancos nos camarins. De acordo com a denúncia das atrizes Roberta Rodrigues, Cinnara Leal e Dani Ornellas, Coimbra dividiu os camarins por cor de pele. 

Justina – Cinnara Leal – 02

Justina (Cinnara Leal) em Nos Tempos do ImperadorRede Globo/Reprodução

Nos Tempos do Imperador

Dolores (Júlia Freitas), Pilar (Gabriela Medvedovski) e Samuel (Michel Gomes) em Nos Tempos do ImperadorJoão Miguel Junior/Rede Globo/Divulgação

Nos Tempos do Imperador

Pilar (Gabriela Medvedovski) e Samuel (Michel Gomes) em Nos Tempos do ImperadorJoão Miguel Júnior/Rede Globo/Divulgação

Nos tempos do Imperador

guebo e Justina se casam em Nos Tempos do ImperadorGlobo/Reprodução

Nos Tempos do Imperador

Mariana Ximenes, Selton Mello e Leticia Sabatella em Nos Tempos do ImperadorDivulgação/ Globo

Na entrevista, ele alegou que levou todas as queixas que recebeu aos responsáveis e que, na época, a produção afirmou que os camarins eram separados de acordo com as atribuições dos atores. A escolha era baseada em quantidades de cenas e dificuldade de locomoção por conta dos figurinos.

O ex-diretor da Globo explicou também que criou um grupo no WhatsApp para tentar ajudar os atores. Batizado de Diálogos, o grupo reunia apenas profissionais negros e a supervisora de texto e seria um local para que eles pudessem apresentar reclamações e sugestões. “Naquele momento, tentei fazer o que estava ao meu alcance, tanto na esfera do que era minha responsabilidade quanto no que diz respeito a terceiros.”

Embora relate boas intenções, Vinicius Coimbra afirma que a ideia foi um erro. “Tentei cuidar dos artistas também através da obra, para que todos fossem felizes com seus personagens. Mas hoje entendo que errei ao ter uma conversa somente com artistas negros e também ao criar um grupo com eles. O que para mim era um cuidado, para eles pode ter sido um incômodo. Pedi-lhes desculpas por isso durante a novela, algumas vezes”, disse.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Lira recua e diz que PL “antiaborto” fica para o 2º semestre

Presidente da Câmara diz que criará uma “comissão representativa” para debater o texto após...

Conheça os benefícios do tomógrafo para a saúde de Teixeira de Freitas

O Hospital Municipal de Teixeira de Freitas permanece de portas abertas para promover conforto,...

Irritada, Rafa Kalimann dá fora em internauta: “Se fazem de bestas”

Rafa Kalimann não quer saber de ser criticada por seu papel em Família é...

Polêmica: Lira decide debater PL do Aborto somente no próximo semestre

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), decidiu, nesta terça-feira (18/6) votar...

Mais para você