InícioEditorialNotíciasDor na coluna e atestados: Como proceder e quais seus direitos no...

Dor na coluna e atestados: Como proceder e quais seus direitos no INSS

Muitos brasileiros sofrem diariamente com dores na coluna, e isso pode comprometer seriamente sua capacidade laboral. Mas, quando a dor na coluna é tão intensa ao ponto de necessitar um afastamento do trabalho, surge a dúvida: por quantos dias é possível obter atestado médico?

O Impacto da dor na coluna na vida do trabalhador

As causas de dores na coluna variam desde má postura, lesões, até hérnias de disco. Essa dor pode impossibilitar a realização de tarefas essenciais no trabalho, causando um afastamento por um período prolongado.

Atestados Médicos: O que você precisa saber

Emitido por um médico, o atestado comprova a incapacidade temporária do indivíduo de exercer atividades laborais devido a uma condição médica. Para casos de dores na coluna, é fundamentado principalmente em exames como Ressonância Magnética, Raio-X e Ultrassonografia. Não existe um limite estabelecido para o período de afastamento; cada caso é avaliado individualmente.

Benefícios do INSS para dores na coluna

O INSS, por meio do auxílio-doença, garante direitos aos trabalhadores temporariamente incapacitados por problemas na coluna. Para ser elegível, é necessário um afastamento por mais de 15 dias consecutivos e a comprovação da incapacidade através de atestados médicos.

Além do auxílio-doença, existem outras opções como Aposentadoria por Invalidez, para aqueles cuja condição é mais grave, e Benefício Assistencial ao Deficiente para casos de incapacidade de longa duração e situação de vulnerabilidade social.

Atenção ao Procedimento!

Após buscar atendimento médico e obter a documentação necessária, o trabalhador deve agendar e comparecer a uma agência do INSS para avaliação e possível concessão do benefício. Em caso de negação, é possível recorrer administrativamente ou judicialmente.

A importância de um Advogado Previdenciário

Contar com a ajuda de um advogado especializado em INSS pode ser um diferencial no processo de obtenção de benefícios relacionados a problemas na coluna. Eles possuem conhecimento profundo das leis e regulamentos, facilitando a compreensão e agilização do processo, e garantindo que os direitos do segurado sejam protegidos.

Conclusão

Dores na coluna são um desafio para muitos, afetando não só a saúde física, mas também a capacidade de trabalho. É fundamental estar ciente dos seus direitos e dos benefícios disponíveis pelo INSS para garantir uma recuperação tranquila. Ao enfrentar essas questões, contar com apoio jurídico pode ser uma estratégia valiosa para assegurar seus direitos.

Se necessário, contar com um especialista em direito previdenciário pode simplificar o processo e aumentar suas chances de receber os benefícios que você merece. Lembre-se, seus direitos de segurado do INSS podem ser a chave para enfrentar desafios de saúde com mais tranquilidade.

Saiba mais: https://andrebeschizza.com.br/dor-na-coluna-quantos-dias-de-atestado/

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Sabor que Não Pesa no Bolso: Conheça a tradicional Pizza&Cia, no Rio de Janeiro

Se você é um apaixonado por pizza e busca uma experiência gastronômica inigualável na...

Conselho recomenda que Defesa se desculpe por golpe de 1964

Documento foi aprovado depois de o presidente Lula (PT) vetar qualquer evento relacionado aos...

Dia D da vacinação contra a dengue será no sábado (13)

Neste sábado (13), A Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas realizará o Dia D...

Prefeito de Salvador sobre festa para Davi Brito: “Tudo organizado”

Davi Brito se consagrou como o primeiro finalista do BBB24 e no que depender...

Mais para você