InícioEditorialPolítica NacionalEleições do Parlamento Europeu começam nesta 5ª; saiba como funcionam

Eleições do Parlamento Europeu começam nesta 5ª; saiba como funcionam

Pleito é o 2º segundo maior processo eleitoral do mundo; 27 países escolhem os 720 deputados

Eleições para escolher os 720 eurodeputados para o Parlamento Europeu começam nesta 5ª feira (5.jun.2024) Divulgação / Flickr / União Europeia

Fernanda Fonseca 6.jun.2024 (quinta-feira) – 6h00

A partir desta 5ª feira (6.jun.2024) os eleitores dos 27 países integrantes da União Europeia vão às urnas para votar nos seus representantes no Parlamento Europeu. O pleito vai até 9 de junho. Deve mobiliza aproximadamente 373 milhões de eleitores.

A votação quinquenal começará na Holanda, seguida pela Irlanda e República Tcheca, culminando com a maioria dos países votando em 9 de junho de 2024.

Nas últimas eleições europeias, realizadas em maio de 2019, pouco mais de 50,66% dos eleitores elegíveis votaram, um aumento de mais de 8% em comparação com as eleições anteriores, em 2014. A votação só é obrigatória em 4 países: Bélgica, Bulgária, Grécia e Luxemburgo.

Neste ano, o Parlamento Europeu, com sedes em Estrasburgo (França) e Bruxelas (Bélgica), contará com 720 assentos, uma redução de 31 em relação à última eleição, refletindo a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Eis o cronograma das eleições:

5ª feira (6.jun): Holanda; 6º feira (7.jun): República Tcheca, Irlanda; sábado (8.jun): República Tcheca, Itália, Letônia, Malta, Eslováquia; domingo (9.jun): Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Lituânia, Luxemburgo, Polônia, Portugal, Romênia, Eslovênia, Espanha, Suécia. As eleições para o Parlamento Europeu utilizam um sistema de representação proporcional, onde cada país integrante recebe um número de assentos com base em sua população.

Esse princípio, conhecido como “proporcionalidade degressiva”, determinado no Tratado da União Europeia, significa que, embora os países menores tenham menos deputados, os deputados dos países maiores representam mais pessoas.

Cada país tem, no mínimo, 6 assentos no Parlamento Europeu. Os métodos de votação variam. Alguns países votam em partidos políticos que selecionam uma lista fixa de candidatos para a cédula eleitoral, enquanto outros adotam listas mais abertas, permitindo aos eleitores escolher um partido ou indicar seu candidato preferido.

Os resultados das eleições serão divulgados no domingo (9.jun). Eles não apenas indicarão quais partidos conquistaram os 720 assentos, mas também terão um papel crucial na seleção do próximo presidente da Comissão Europeia –braço executivo da UE. A alemã Ursula von der Leyen disputa a reeleição.

Os deputados eleitos de cada país integrante se juntam a grupos políticos já existentes dentro do Parlamento com base em ideologias ou afiliações comuns.

Esta reportagem foi produzida pela estagiária de jornalismo Fernanda Fonseca sob supervisão do editor-assistente Ighor Nóbrega.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasil derrete e dólar dispara quando Lula abre a boca, diz Flávio

Filho do ex-presidente Bolsonaro declara que ao final do mandato do petista o brasileiro...

Moraes ironiza e diz que é chamado de “único comunista” do STF

O ministro Alexandre de Moraes brincou com a alcunha de “comunista”, muitas vezes dirigida...

Análise de Sistemas está entre as profissões com futuro garantido

A carreira de especialista em Análise de Sistemas está entre as mais promissoras do...

TCU aprova contas do governo em 2023, mas aponta distorções de R$ 20 bi

A auditoria apurou, ainda, R$ 114,6 bilhões em limitações de escopo no ativo total,...

Mais para você