InícioNotíciasPolítica“Estou sendo subliminarmente acusado”, diz Bolsonaro sobre submarino

“Estou sendo subliminarmente acusado”, diz Bolsonaro sobre submarino

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou em entrevista à Rádio Gaúcha nesta sexta-feira (23/6) que está sendo “estou sendo subliminarmente acusado” de ser o responsável pela tragédia com o submarino Titan, que deixou cinco mortos após implodir.

“Sabe quem é o responsável pelo trágico acidente no submarino? Jair Bolsonaro. Já tem manchete por aí, procura. ‘Ex-ministro de Bolsonaro angariava clientes para mergulhar no Titanic’”, disse Bolsonaro. Ele se refere à Agência Marcos Pontes, da qual o atual senador do PL é sócio, vendia pacotes para o submarino.

“É porque lá atrás o Marcos Pontes fez uma comparação sobre [ser] sem gravidade lá em cima, porque ele é astronauta, e uma gravidade máxima a essa profundidade. Ele fez isso. E porque ele fez isso no passado, eu agora estou sendo subliminarmente acusado de ser o responsável por aquela tragédia que vitimou parece que cinco pessoas.”

Venda de pacotes Como noticiou o colunista Guilherme Amado, do Metrópoles, a agência do ex-ministro vendia pacotes para a viagem rumo ao Titanic. O submarino não tinha as condições de segurança necessárias para realizar a viagem, como exposto pela Marinha norte-americana após o acidente anunciado.

“Esta é uma das mais incríveis aventuras que oferecemos: ver de perto o navio mais conhecido do mundo, o Titanic! Isso só é possível graças a um veículo especial usado para fins científicos e capaz de atingir grandes profundidades”, dizia o site da agência, sem divulgar o preço.

Procurada, a assessoria do senador e ex-ministro da Ciência e Tecnologia de Jair Bolsonaro disse que a agência vende pacotes de “turismo de aventura” e preza pela segurança dos clientes. Informou também que, na viagem atual, não havia nenhum passageiro que comprou pacote por meio da empresa.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mais para você