InícioNotíciasPolíticaFlávio Bolsonaro quer que empréstimos do BNDES tenham crivo do Senado

Flávio Bolsonaro quer que empréstimos do BNDES tenham crivo do Senado

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) protocolou, nesta quinta-feira (2/3), um projeto de resolução que regulamenta empréstimos do BNDES a países estrangeiros. A proposta prevê que as operações de crédito à exportação de valor superior a US$ 100 milhões sejam previamente avalizadas pelo Senado Federal.

O parlamentar defende que a mudança busca evitar episódios recentes nos governos petistas, em que montantes foram concedidos para Venezuela, Cuba e alguns países da África sem qualquer perspectiva de retorno.

Nas palavras do senador, a proposta quer evitar que o BNDES fique exposto a “repetir decisões do passado que levaram o Brasil a amargar calotes bilionários”.

“Entre as funções do Senado está a de fiscalizar e esse projeto quer apenas isso: fiscalizar e avaliar operações de crédito do BNDES para evitar prejuízos ao país. Eu sei que o governo vai chiar e deve ser totalmente contra um mecanismo que aumenta a transparência e dá mais segurança, mas vamos lutar até o fim para garantir que os nossos escassos recursos públicos tenham uma destinação correta ao invés do bolso de uns poucos espertalhões”, defende o filho 01 do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Lula quer retomar empréstimosEm janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o banco nacional voltará a financiar projetos de países vizinhos. A declaração de Lula se une à “caixa-preta do BNDES”, uma extensa auditoria feita em 2020 que não encontrou irregularidades no banco relacionadas a Cuba.

A “caixa-preta do BNDES” era uma das promessas de campanha do então candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PL), em 2018. O objetivo era encontrar irregularidades em empréstimos destinados a países “comunistas”, como Cuba e Venezuela.

Entretanto, apesar de não haver indícios de fraudes ou irregularidades, a fala também leva ao polêmico Porto de Mariel, em Cuba. Gustavo Montezano, ex-presidente do BNDES durante a gestão Bolsonaro, afirmou em entrevista ao Canal Livre, da TV Bandeirantes, neste ano, que a construção do porto não acarretou em prejuízo ao banco, mas salientou que o Brasil recebeu charutos como garantia do empréstimo feito a Cuba.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Por frente ampla, Nunes se reúne com representantes de partidos

Caciques de 9 siglas que apoiam a reeleição do prefeito de São Paulo compareceram...

Lula cobra ministros, mas teve 74% menos reuniões com parlamentares que Bolsonaro

Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação/Arquivo O presidente Lula 24 de abril de 2024 | 10:29 ...

Prefeitura de Teixeira de Freitas recebe prêmio de Cidade Empreendedora da Bahia

A Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas venceu, na noite desta terça-feira (23), a...

Em meio às polêmicas, Mani Rego comemora aniversário do pai de Davi

Enquanto Davi Brito continua cumprindo seus compromissos como campeão do BBB24, Mani Rego segue...

Mais para você