InícioEditorialPolítica NacionalGestão Lula é vista como péssima, ruim ou regular por 57,5% da...

Gestão Lula é vista como péssima, ruim ou regular por 57,5% da população da cidade de São Paulo, diz pesquisa

A gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é considerada péssima, ruim ou regular por 57,5% dos paulistanos. É o que aponta o levantamento divulgado nesta segunda-feira, 8, pelo Instituto Paraná Pesquisa com o eleitorado de São Paulo. De acordo com os dados, 40,4% dos entrevistados avaliam o terceiro mandato do petista como ótimo ou bom, enquanto 26,8% avaliam de forma regular, 8% classificam como ruim e 22,7% como péssimo. Dois por centro não souberam opinar. O resultado mostra um crescimento da rejeição ao governo. No levantamento anterior, divulgado em 28 de fevereiro, 44% dos entrevistados avaliavam a atual administração como ótima ou boa, e 51% consideravam o governo péssimo, ruim ou regular, o que mostra um aumento da rejeição.

Em relação a aprovação do governo, os dados desta segunda também apontam um cenário mais negativo. Entre os paulistanos, 55,6% aprovam a administração atual, e 38,7% desaprovam. Indecisos representam 5,6%. Na pesquisa anterior, a aprovação representavam 58,9% dos entrevistados e a desaprovação, 33,3%. Os indecisos representavam 7,8%. O contexto de piora na avaliação do eleitorado de São Paulo sobre o terceiro governo de Lula ocorre em meio a derrotas do Palácio do Planalto no Congresso Nacional, representadas principalmente pelo adiamento do PL das Fake News por falta de apoio e a aprovação do PDL pela Câmara, que derrubou decretos do presidente sobre o marco do saneamento.

O cenário político também é marcado por críticas de Lula ao presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, pela taxa de juros, insistências dos governistas em aprovar a regulamentação das redes sociais e poucas ações efetivas no quinto mês de governo. A margem de erro do levantamento é de 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 1.208 eleitores da capital paulista, com 16 anos ou mais, entre os dias 30 de abril a 04 de maio e está registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/23.

Outros dados

O levantamento do Instituto Paraná Pesquisas divulgado nesta segunda-feira também traz dados sobre aprovação e avaliação do governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) e a gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB). O trabalho do ex-ministro de Bolsonaro no comando do Executivo estadual tem a aprovação de 65,3% dos eleitores da capital paulista, com 13% dos entrevistados classificando a gestão como “ótima”. A maior taxa de aprovação está entre os eleitores com 60 anos ou mais (70,6%), enquanto a menor está entre os que têm entre 16 e 2 4 anos (62,1%). Já a nível municipal, a pesquisa revela que 52,7% da população aprova a gestão de Nunes, mas apenas 3,7% a consideram “ótima; enquanto outros 38,7% desaprovam, com 17,1% a considerando “péssima”.

Antecipando a corrida pela prefeitura de São Paulo nas eleições de 2024, o levantamento mostra que o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) lidera a disputa, com 31,5% dos votos. deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) lidera a disputa, com 31,5% dos votos. Em um segundo cenário, que condicionava as candidaturas ao apoio de figuras da política nacional, Boulos, apoiado por Lula, chegaria a 39,2% das intenções de voto. Contando com o apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), Salles chega a 20,4% dos votos, ocupando a segunda posição.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

CEO da Vale diz confiar no conselho para decidir nova gestão

Recondução de Eduardo Bartolomeo à presidência da mineradora é impasse no colegiado; mandato vai...

IIndivíduo é preso por tráfico de drogas em Itamaraju

Policiais Militares da 43ª CIPM, efetuou a prisão de um acusado em posse de...

Motoboy negro ferido por homem branco é indiciado por lesão corporal

São Paulo – A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou por lesão...

Leia declarações de Lula e de Bolsonaro em 2 anos de guerra na Ucrânia

O ex-presidente manteve posição de neutralidade enquanto o atual tentou assumir papel de mediador...

Mais para você