InícioEditorialPolítica NacionalGoverno Lula encerra escolas cívico-militares criadas por Bolsonaro

Governo Lula encerra escolas cívico-militares criadas por Bolsonaro

Programa será encerrado até o final deste ano letivo, em comum acordo entre os ministérios da Educação e Defesa; há cerca de 200 escolas no país que adotam este modelo

Ricardo Stuckert/PR/Divulgação

Governo Lula decidiu encerrar Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares

O governo Lula, por meio do Ministério da Educação (MEC), enviou, nesta terça-feira, 12, ofício às Secretarias de Educação comunicando o fim do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, um dos principais projetos da gestão de seu antecessor, Jair Bolsonaro (PL). “Informamos a realização de processo de avaliação sobre o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, liderado pela equipe da Secretaria de Educação Básica, Ministério da Educação e o Ministério da Defesa, ao final do qual foi deliberado o progressivo encerramento do programa”, diz o documento. A informação é de Bruno Pinheiro, da Jovem Pan News.

O programa será encerrado até o final deste ano letivo, em comum acordo entre os ministérios da Educação e Defesa. Desde já, haverá um processo de desligamento gradual de profissionais vinculados às Forças Armadas envolvidos ou lotados nas escolas militares, de modo que não prejudiquem as atividades escolares. O governo chama de “normalização” o processo a ser desenvolvido pelo grupo. “A normalização do sistema de ensino, com “as definições de estratégias específicas de reintegração das Unidades Educacionais à rede regular de ensino será objeto de definição e planejamento de cada sistema”, informa o ministério. Atualmente, há cerca de 200 escolas no país que adotam o modelo, que tem gestão compartilhada entre as pastas da Educação e Segurança Pública, além da consonância com a Defesa.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Câmara de SP deve votar privatização da Sabesp nesta quarta com expectativa de aprovação no primeiro turno

A Câmara Municipal de São Paulo deve votar a privatização da Sabesp nesta quarta-feira...

Governo exonera primo de Lira de superintendência do Incra em Alagoas após pressão do MST

O governo exonerou Wilson César de Lira Santos do cargo de superintendente regional do...

Mercado reage mal após Lula revisar meta de superavit

Economistas elevaram projeções do dólar e da Selic; moeda norte-americana chegou a R$ 5,28...

Mais para você