InícioNotíciasPolíticaJogador de futebol registra B.O e diz que filha está em cárcere

Jogador de futebol registra B.O e diz que filha está em cárcere

Esta coluna descobriu que o atleta Val, do Marítimo de Portugal, acaba de enfrentar novos capítulos no drama envolvendo sua vida com a filha que teve com Bruna Muller, sua ex. Pois bem, o atleta lavrou um Boletim de Ocorrência ao qual tivemos acesso com exclusividade nesta data. Ele disse ter, hoje, a guarda unilateral da filha, de apenas 6 anos de idade.

A guarda já havia sido deferida legalmente na Justiça por uma Vara especializada. O craque foi até a escola onde a menor estuda, em Santa Catarina, com o fim de busca-la. Lá, ele apresentou seus documentos e a decisão judicial de guarda, mas a escola se recusou a entregar a menina ao pai. No ato, ele buscou a ajuda do Conselho Tutela de Gravataí. Uma conselheira tutelar verificou toda a documentação, ligou ao colégio e teria emanado a ordem de que a criança fosse entregue de imediato.

Val retornou ao local, mas foi pego de surpresa com a notícia de que a menor não estava mais lá porque foi liberada pela diretora para ingressar na possa da tia, de nome Luciana dos Santos Muller. O futebolista foi à residência da última para buscar, enfim, sua filha, mas teve outra desagradável surpresa! Ela se negou a cumprir a ordem e a entregar a menina, dizendo que só o faria diante de uma Ordem de Busca e Apreensão de Menor. Desesperado, Val não viu outra saída que não a lavratura do B.O.

Nos foi relatado, ainda, que mesmo com a polícia acionada, a tia continua com a menor sob sua posse e se recusa a fazer o que é devido por cobertura da própria lei. Valdemir pediu a liberação do clube em que joga apenas para buscar a criança e não conseguiu, o que fez com que perdesse suas passagens de retorno, já que teria programado uma espécie de “viagem bate e volta”. A ida até Porto Alegre tinha como único intuito buscar a menina para fazer sua transferência, mas o pai enfrenta, agora, segundo reportou no Boletim, a resistência da irmã de Bruna Muller, Luciana, para conseguir ter êxito em seu objetivo.

Bruna, enquanto isso, não mais reside no Brasil, e sim nos Estados Unidos.

Bruna Miller

“Está reagindo ao tratamento”, diz irmão de Bruna Miller Instagram/Reprodução

Bruna Miller

Após denunciar ex e ter uma crise, Bruna Miller é internada Instagram/Reprodução

Bruna Miller

Bruna Miller relatou perrengues que passou durante internação em uma clínica psiquiátrica Instagram/Reprodução

Entenda o caso:

Em agosto do ano passado, após ser acusado de abandono afetivo e financeiro da filha de 5 anos, fruto de seu relacionamento com Bruna Miller Maciel, o jogador Valdemir Soares, o Val, que defende o Marítimo de Portugal, resolveu se pronunciar e rebater as acusações da ex.

Em um papo exclusivo com a coluna, o atleta contou que dá, sim, suporte para a mãe da menina e revelou, ainda, que tem a guarda provisória da criança concedida pelo Ministério Público de Brusque, em Santa Catarina, no ano passado.

Durante a conversa com a coluna, Val relatou que paga a escola, o balé e a natação da filha, além de algumas despesas extras com eventos da unidade de ensino: “Recentemente, mandei um tênis, um chinelo e um boné para ela porque a mãe disse que ela não tinha”, afirmou ele, que enviou comprovantes de depósito feitos para as instituições onde a filha faz as atividades extras e estuda regularmente.

“Essas acusações dela sobre a falta de ajuda à minha filha são inverdades e vamos comprovar tudo perante à Justiça”, afirmou Val. Ele detalhou que o Ministério Público de Brusque, em Santa Catarina, deu a guarda provisória para ele, no ano passado, após Bruna expor a filha e passar por uma internação psiquiátrica.

“Quando minha filha ficou com a gente, ela postou nossa foto nas redes sociais e comparou a mim e minha esposa aos Nardoni, que foi condenada pela morte de Isabela, incitando ódio nas redes sociais”, declarou.

Ainda no bate-papo, o atleta relatou que a menina está com a mãe irregularmente: “A minha filha só está com a Bruna porque foi passar as festas de fim de ano com ela e a mãe não quis mais devolver. Por conta das diversas ameaças que ela me fez, eu abri um processo criminal contra ela, além de ter registrado vários boletins de ocorrência no Paraná e Rio Grande do Sul”, pontuou.

Após Bruna expor, nas redes sociais, que os filhos — ela também é mãe de um menino de 4 anos, fruto de seu casamento com o jogador do Mirassol Fernandinho, a quem acusa de agressão — estão passando necessidade, Val resolveu pedir a busca e apreensão da menina, para que ela volte à sua guardar.

“É notório que a minha filha está, novamente sendo exposta e confusa quanto a sua situação e suas falas, todas induzidas pela mãe, que usa a minha filha para chamar a atenção do ex-companheiro, ferindo o psicológico da criança”, afirmou ele, antes de completar: “Meu advogado já tomou todas as medidas necessárias para que logo minha filha esteja em segurança”.

Bruna acusa Fernandinho de agressão O relacionamento de 6 anos de Bruna Miller Maciel e o jogador do Mirassol, Fernando Marques, o Fernandinho, terminou com uma denúncia de agressão por parte da ex-esposa. Dois meses depois de registrar o boletim de ocorrência, a moça resolveu expor tudo nas redes sociais neste sábado (5/8). Após a repercussão do caso, o atleta arquivou todas as publicações de seu Instagram.

Em um bate-papo exclusivo com a coluna, Bruna relatou que começou seu relacionamento com Fernando em 2017, quando sua primeira filha tinha apenas um mês de vida. Pouco tempo depois, no mesmo ano, de acordo com ela, sofreu a primeira agressão. Na ocasião, ela já estava grávida do filho do casal, hoje com 4 anos. Ela ainda relatou o motivo da violência: traições por parte do marido.

“Toda vez que eu descobria uma traição dele, ele ficava violento. Mas nunca tive coragem de denunciá-lo”, revelou ela, que tem prints de conversas dele com duas moças, afirmando ser solteiro.

De acordo com o registro na polícia, feito em 16 de junho, Fernandinho começou, há cerca de seis meses, mandar a esposa embora de casa. Em seguida, o documento detalhou algumas das agressões sofridas por Bruna.

Na descrição feita aos policiais, Bruna contou que, no dia 7 de junho, ela e Fernandinho começaram uma discussão por conta de mensagens dele para outras mulheres. Na ocasião, ela disse que pediu para que ele saísse do quarto, mas ele se recusou.

No depoimento, Bruna relatou que foi aí que começaram as agressões, com socos no rosto e no corpo. E, quando ela se trancou no cômodo, ele a teria ameaçado afirmando que faria “coisa bem pior”.

No dia em que o registro de ocorrência foi feito, 9 dias após as agressões, Bruna relatou que estava dormindo em outro quarto com os filhos quando Fernandinho tentou entrar e “bateu forte” na porta, mas ela não atendeu. Na parte da manhã, ele a teria agredido na frente dos filhos. De acordo com seu depoimento, ele a teria retirado do veículo pelos cabelos e dado mais socos, causando novos ferimentos.

Depois de registrar o caso na polícia, Bruna conseguiu uma medida protetiva contra ele. Ela declarou, porém, que Fernandinho vem descumprindo a ordem judicial. Ele, inclusive, apareceu junto com a mãe na casa onde o ex-casal morou para tentar convencê-la a retirar o pedido de proteção: “Ele chegou a dizer que só pagaria pensão caso eu retirasse a medida protetiva”, recordou ela.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Como Escolher o Óleo de Motor Adequado para o Seu Carro: Dicas e Recomendações

Quando se trata de manutenção do seu veículo, escolher o óleo de motor correto...

Política fiscal é um desastre e o marco é uma piada, diz Caiado

Governador de Goiás critica o novo marco fiscal e o governo por “querer ganhar...

Cármen Lúcia mantém decisão que condenou Deltan Dallagnol a indenizar Lula por PowerPoint

Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputados O ex-procurador e deputado federal cassado Deltan Dallagnol 22...

Mais para você