InícioEditorialPolítica NacionalMoraes tomou mais de 8.000 decisões sobre 8 de Janeiro

Moraes tomou mais de 8.000 decisões sobre 8 de Janeiro

Balanço elaborado pelo gabinete do ministro detalha ações dos 7 anos de sua atuação na Corte; 13 réus foram condenados

Das 8.061 decisões, 285 foram de busca e apreensão em mais de 450 endereços ligados aos participantes dos atos extremistas Sérgio Lima/Poder360 – 15.fev.2024

PODER360 22.abr.2024 (segunda-feira) – 23h56

O gabinete do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes divulgou nesta 2ª feira (22.abr.2024) um relatório sobre as ações tomadas pelo ministro em seus 7 anos de atuação na Corte. Segundo o documento, foram 8.061 decisões proferidas somente sobre o 8 de Janeiro. Eis a íntegra (PDF – 582 kB).

Na data no ano passado, 1.397 pessoas foram presas em flagrante na praça dos Três Poderes ou nos prédios invadidos. Dos dias 8 a 9 de janeiro, mais de 1.929 pessoas que estavam acampadas em frente a quartéis foram conduzidas à Academia Nacional de Polícia, sendo que 775 foram liberadas no mesmo dia.

Ficaram detidas 1.645 pessoas, que passaram por audiências de custódia. Depois dessas audiências, Moraes analisou os casos e concedeu liberdade provisória com medidas cautelares (como uso de tornozeleira eletrônica e recolhimento domiciliar) a 1.557 presos.

Foram 1.383 denúncias recebidas para investigação dos autores intelectuais, participantes e executores diretamente envolvidos nos atos de:

associação criminosa; incitação ao crime; associação criminosa armada para a prática dos delitos de abolição violenta do estado democrático de direito; golpe de estado; dano qualificado; e deterioração do patrimônio tombado. Os que estavam em frente aos quartéis foram acusados de incitação ao crime e associação criminosa. Até o momento, 102 acordos de não persecução penal foram homologados. Nesses acordos, os réus admitiram os crimes e se comprometeram a pagar multas e a fazer curso sobre a democracia, por exemplo.

Leia os principais dados do relatório:

8.061 decisões proferidas a respeito do 8 de Janeiro, sendo 285 decisões de busca e apreensão em mais de 450 endereços e 360 quebras de sigilo bancário e telemático resultando em mais de 800 diligências (coleta de provas); 1.645 audiências de custódia realizadas, com análise dos flagrantes e realização de exames de corpo de delito, sendo que 1.557 pessoas obtiveram liberdade provisória; 1.383 denúncias recebidas pelo colegiado do STF; 88 pessoas permanecem presas, das quais 13 foram condenadas; 42 têm denúncia recebida; e 33 estão com inquérito em andamento. Alexandre de Moraes foi indicado como ministro pelo ex-presidente Michel Temer (MDB) em março de 2017, depois que Teori Zavascki morreu em um acidente aéreo. O gabinete ainda informou que, além dos processos do 8 de Janeiro, o ministro tem 699 processos em seu acervo.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Diretora do Serviço Secreto dos EUA é intimada pelo Congresso

Kimberly Cheatle confirma que testemunhará na sessão marcada por comitê republicano para a próxima...

Laudos de câncer atrasados chegam a 1 mil e HUB pede ajuda a hospitais

A Divisão de Apoio Diagnóstico e Terapêutico (DADT) do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB)...

“Tudo bem corintiano bater em mulher, Lula?”, diz Ciro Nogueira

Senador afirma ser “inaceitável” fala do presidente “perdoando” violência doméstica praticada por torcedores do...

Sem furar bolha da esquerda, Boulos anuncia 8º partido em coligação

São Paulo – Polarizando com o prefeito Ricardo Nunes (MDB) nestas eleições, o deputado...

Mais para você