InícioNotíciasPolíticaNetanyahu dissolve gabinete de guerra em Israel

Netanyahu dissolve gabinete de guerra em Israel

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, decidiu dissolver o gabinete de guerra, criado dias depois da chacina promovida pelo grupo extremista Hamas em território israelense. O gabinete se tornou uma espécie de concessão em nome da coalizão de opositores e situacionistas contra Hamas e Hezbollah.

O presidente do partido Unidade Nacional, o moderado Benny Gantz, aceitou se unir à coligação proposta por Netanyahu se integrasse o tal gabinete, que tinha três membros principais. Gantz era um deles, mas abandonou a iniciativa na semana passada e levou com ele Gadi Eisenkot, observador do grupo.

Para o jornal Times of Israel, o escritório do primeiro-ministro explicou que, como não existe mais a coalizão de emergência, também não é mais necessário o gabinete de guerra.

Pressão da extrema direita sobre Netanyahu Serviu também para a dissolução, a pressão feita constantemente pelo ministro da Segurança Nacional, Itamar Ben Gvir, de extrema direita, para entrar no fórum.

A partir de agora, Netanyahu e o ministro da Defesa, Yoav Gallant, vão realizar consultas com outras autoridades para tomar decisões em relação à guerra. E, ao que tudo indica, vão excluir também Ben Gvir de qualquer tipo de debate.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

“Tudo bem corintiano bater em mulher, Lula?”, diz Ciro Nogueira

Senador afirma ser “inaceitável” fala do presidente “perdoando” violência doméstica praticada por torcedores do...

Sem furar bolha da esquerda, Boulos anuncia 8º partido em coligação

São Paulo – Polarizando com o prefeito Ricardo Nunes (MDB) nestas eleições, o deputado...

Erik Cardoso busca medalha olímpica após quebrar recorde de 35 anos

Principal velocista do Brasil na atualidade, Erik Cardoso é uma das grandes promessas...

Presidente do Conselho da Vale reafirma “lisura” na escolha de novo CEO

Daniel Stieler disse que o cronograma está sendo seguido “rigorosamente”, mas ainda não há...

Mais para você