InícioEditorialPolítica NacionalPrefeitos de 10 capitais lideram ou empatam em 1º lugar nas pesquisas

Prefeitos de 10 capitais lideram ou empatam em 1º lugar nas pesquisas

Levantamento do Poder360 considerou os estudos mais recentes disponíveis em 20 capitais; PL, de Bolsonaro, é o partido com mais pré-candidatos competitivos no geral

Prefeitos de 10 das 20 capitais brasileiras em que há pesquisas eleitorais recentes disponíveis estão em 1º lugar ou empatados dentro da margem de erro nessa posição.

São eles, em ordem alfabética:

Bruno Reis (União Brasil), prefeito de Salvador (BA); Cícero Lucena (PP), prefeito de João Pessoa (PB); David Almeida (Avante), prefeito de Manaus (AM); Eduardo Paes (PSD), prefeito do Rio (RJ); João Campos (PSB), prefeito de Recife (PE); João Henrique Caldas (PL), o JHC, prefeito de Maceió (AL); Lorenzo Pazolini (Republicanos), prefeito de Vitória (ES); Ricardo Nunes (MDB), prefeito de São Paulo (SP); Sebastião Melo (MDB), prefeito de Porto Alegre (RS); e Tião Bocalom (PL), prefeito de Rio Branco (AC).

O 1º turno das eleições de 2024 será em 6 de outubro.

Os levantamentos considerados para esta reportagem são uma fotografia do momento. Ainda pode haver alterações. Os citados são potenciais nomes que podem concorrer a prefeito. Nem todos foram lançados pré-candidatos oficialmente.

PARTIDOS MAIS COMPETITIVOS O PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro, tem 7 pré-candidatos competitivos nas 20 capitais brasileiras com pesquisas disponíveis e lidera o ranking. Esses 7 políticos estão em 1º lugar de forma isolada ou empatados dentro da margem de erro com um ou mais concorrentes.

Leia a seguir quem são os nomes competitivos do PL:

em Belém (PA): Éder Mauro (PL), deputado federal; em Belo Horizonte (MG): Bruno Engler, deputado estadual; em Curitiba (PR): Paulo Martins (PL), ex-deputado federal; em Goiânia (GO): Gustavo Gayer, deputado federal; em Maceió (AL): JHC, atual prefeito; em Palmas (TO): Janad Valcari, deputada estadual; em Rio Branco (AC): Tião Bocalom, atual prefeito. Já o PT, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), só tem 2 candidatos competitivos: a deputada delegada Adriana Accorsi (Goiânia) –que divide a 1ª posição na capital goiana com outros 2 nomes– e o deputado estadual Fábio Novo (Teresina).

Outros partidos de esquerda, o PSB e o Psol têm 1 político cada um liderando os estudos. São eles, respectivamente, João Campos (Recife) e o deputado federal Guilherme Boulos (São Paulo). Esse último está empatado tecnicamente com Nunes.

Siglas do chamado Centrão, como União Brasil, MDB e PSD, aparecem no top 5 do ranking de partidos com mais candidatos competitivos nas capitais. Leia abaixo:

BOLSONARO: CABO ELEITORAL O PL tem uma meta ambiciosa: eleger até 1.500 prefeitos neste ano. Uma marca próxima a isso, na história recente, só foi atingida pelo MDB.

Para isso, o presidente do partido, Valdemar Costa Neto, escalou Bolsonaro para atuar como o principal cabo eleitoral da legenda. O ex-presidente tem viajado o Brasil nos últimos meses para participar de eventos de lançamento de pré-candidaturas de nomes nas principais cidades do país.

Na 6ª feira (3.mai), esteve em Manaus para o encontro estadual do PL em evento que também foi para o lançamento da pré-candidatura do deputado federal Capitão Alberto Neto (PL-AM) para a Prefeitura da capital.

Já neste fim de semana, Bolsonaro participaria em Belo Horizonte do lançamento da pré-candidatura de Bruno Engler –que tem 31% das intenções de voto, contra 16,4% do deputado federal Rogério Correia (PT), segundo pesquisa AtlasIntel (íntegra – PDF – 9,2 MB) realizada de 18 a 23 de abril.

Os compromissos públicos do ex-presidente neste mês, entretanto, foram cancelados por problemas de saúde.

Bolsonaro está internado desde a 2ª feira (6.mai) no hospital Vila Nova Star, em São Paulo (SP), para tratar de uma erisipela (infecção bacteriana na pele). Não tem previsão de alta. Havia iniciado os cuidados médicos ainda em Manaus.

Eis abaixo alguns dos eventos de pré-candidatura que Bolsonaro foi em 2024:

no Rio, em março: do deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ); tour pelo Triângulo Mineiro, em abril: em Uberaba, do ex-vereador Samir Cecílio (PL), e em Uberlândia, do deputado estadual Cristiano Caporezzo (PL); tour por São Paulo, em março: em Americana, com Chico Sardelli (PL); em Nova Odessa, com o ex-prefeito Benjamim Bill Vieira; e em Itu, do deputado estadual Rodrigo Moraes (PL). LULA: MAIS VIAGENS PELO BRASIL Diferentemente do PL de Bolsonaro, que optou por lançar muitos candidatos próprios para a disputa eleitoral de 2024, o partido de Lula deve abrir mão de algumas capitais e de grandes cidades para apoiar nomes de siglas aliadas.

O presidente reduziu o número de viagens ao exterior em comparação com sua agenda do ano passado, numa estratégia para tentar emplacar os candidatos apoiados pelas petistas em sua volta ao Planalto. Tem priorizado em suas visitas os 3 Estados com maior número de eleitores: São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

No Rio, o PT deve entrar numa aliança pela reeleição de Eduardo Paes. Em Belo Horizonte, é esperado que lance o deputado Rogério Correia. Já em São Paulo, principal cidade do país, decidiu apoiar Boulos e terá a ex-prefeita Marta Suplicy como vice na chapa. Ela retornou ao PT depois de quase 10 anos. A capital paulista é o maior objetivo do PT em termos de exposição nacional.

São Paulo é considerada uma disputa nacionalizada, entre eleitores de Lula (que apoia Boulos) e de Bolsonaro (que apoia a reeleição do atual prefeito paulistano, Ricardo Nunes, do MDB). Sobre a disputa da capital paulista, leia o Drive Especial preparado pela equipe do Poder360.

Mesmo sem participar de eventos de lançamento de pré-candidatura, Lula articula por nomes apoiados pelos petistas. Exemplo: em evento em comemoração ao Dia do Trabalho, no 1º de Maio, em São Paulo, pediu voto para Boulos.

O ato contou com dinheiro da Petrobras, empresa estatal com ações listadas na Bolsa de Valores. Há contestações na Justiça Eleitoral contra a participação de Lula no 1º de Maio (leia mais aqui). O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) determinou a retirada do ar do vídeo em que o presidente pede voto para Boulos. O governo apagou a transmissão do evento.

METODOLOGIA DO LEVANTAMENTO Para elencar as pesquisas eleitorais nas capitais, o Poder360 fez buscas diariamente no banco de dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em jornais locais e na internet em geral.

Foi considerado sempre o 1º cenário estimulado dos estudos mais recentes, com metodologias conhecidas e dos quais foi possível verificar a origem das informações. Só foram consideradas pesquisas a partir de março de 2024. Todos os levantamentos foram registrados na Justiça Eleitoral. Leia as íntegras no final deste post.

Sempre foi considerar o 1º cenário estimulado (quando os nomes dos candidatos são apresentados para o entrevistado dizer em quem pretende votar) porque essa lista é sempre considerada a mais provável nas disputas em outubro.

Quando muitas pesquisas foram realizadas em um período próximo, este jornal digital optou por considerar o estudo da empresa mais conhecida e com mais relevância no mercado.

Há também casos em que empresas de pesquisas não divulgaram a íntegra de estudos realizados por elas, impossibilitando a checagem dos dados. Nessas situações, a pesquisa escolhida foi a 2ª mais atual.

Este levantamento foi finalizado na tarde de 6ª feira (10.mai.2024). Pesquisas divulgadas depois desse período não foram consideradas.

Eis as íntegras ou os sites com os resultados oficiais divulgados por contratantes.

AGREGADOR DE PESQUISAS O Poder360 oferece aos seus leitores o Agregador de Pesquisas mais antigo e mais completo da internet no Brasil. Reúne milhares de levantamentos de intenção de voto de todas as empresas desde o ano 2000. Em anos eleitorais, só são publicados os estudos que têm registro na Justiça Eleitoral e metodologia completa conhecida. Tem alguma pesquisa para divulgar? Mande a íntegra por e-mail para o Poder360: [email protected].

Para ter acesso ao Agregador de Pesquisas, clique aqui e busque os dados que desejar para as disputas de 2024 ou de todos os anos anteriores. Essa ferramenta oferece acesso apenas aos assinantes do Poder Monitor, a mais completa ferramenta de acompanhamento dos Três Poderes e tudo o que é relacionado ao poder. Para assinar o Poder Monitor e ter acesso por 30 dias grátis, clique aqui.

Saiba como usar o agregador assistindo ao vídeo abaixo (1min12s):

OBSERVAÇÕES E RESPONSABILIDADES Os dados de intenções de voto estimulados (com apresentação de nomes dos candidatos aos entrevistados) são compilados a partir dos resultados de pesquisas eleitorais divulgados pelas próprias empresas e por veículos de comunicação.

Os resultados apresentados são de total responsabilidade técnica e metodológica das empresas de pesquisas que realizaram os levantamentos.

Esclarecimentos adicionais podem/devem ser obtidos no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de cada Estado, no TSE ou nas próprias empresas de pesquisa.

ÍNTEGRAS DAS PESQUISAS Clique no nome da capital para ter acesso ao arquivo em formato PDF de cada uma das pesquisas utilizadas nesta reportagem (algumas são páginas de jornais contratantes):

Belém (PA); PA-04796/2024; Belo Horizonte (MG), MG-04626/2024; Campo Grande (MS), MS-05358/2024; Cuiabá (MT), MT-02633/2024;  Curitiba (PR), PR-07759/2024;  Fortaleza (CE); CE-01878/2024; Goiânia (GO); GO-06137/2024; João Pessoa (PB); PB-03039/2024; Maceió (AL); AL-07149/2024; Manaus (AM); AM-00707/2024; Natal (RN); RN-01739/2024; Palmas (TO): TO-06222/2024; Porto Alegre (RS); RS-03565/2024; Recife (PE); PE-05351/2024;  Rio Branco (AC); AC-04245/2024; Rio de Janeiro (RJ); RJ-06897/2024; Salvador (BA); BA-02254/2024; São Paulo (SP); SP-05530/2024; Teresina (PI); PI-01246/2024; Vitória (ES); ES-02464/2024.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasileiros preferem Michelle a Janja, diz Paraná Pesquisas

Dos entrevistados, 43% dizem gostar mais da ex-primeira-dama do que da atual; 16% não...

Exclusivo: prima de cantora famosa estará em game show da Record

As gravações do novo game show da Record, o Acerte ou Caia, que será...

Entidade israelista no Brasil critica Lula: “Michel ficou para trás”

Instituições e movimentos israelitas no Brasil divulgaram notas em que lamentam a morte do...

Mais para você