InícioEditorialQuatro prédios e igreja ficam destruídos após incêndio na 25 de Março

Quatro prédios e igreja ficam destruídos após incêndio na 25 de Março

Um susto grande e muitos danos em São Paulo. Bombeiros controlaram, na manhã desta segunda-feira (11), um incêndio de grandes proporções que havia começado por volta das 21h do domingo (10) em um edifício comercial, na Rua Barão de Duprat, no bairro da Sé, centro da capital paulista. Foram atingidos quatro imóveis comerciais e uma igreja na região da famosa 25 de Março, importante polo do comércio popular na cidade. Pelo menos dois bombeiros foram socorridos com queimaduras de 2º grau. 

Os profissionais foram encaminhados a um hospital do Tatuapé, na zona leste. O soldado Felipe Santiago Marcelino, de 22 anos, está com 39% de queimaduras no corpo, em situação estável, e permanece na UTI. Já o soldado Helliton Rocha Silva do Nascimento, 33, apresenta 16% de queimaduras no corpo e está internado na enfermaria do hospital.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o edifício onde começou o fogo abriga uma galeria comercial de artigos populares e para festa.  “Não há risco de desabamento, mas uma das lojas atingidas pelo fogo colapsou completamente”, disse o capitão André Elias. Duas lojas ficaram completamente destruídas e um edifício de seis andares também foi danificado.

A Igreja Ortodoxa Antioquina da Anunciação à Nossa Senhora, primeira ortodoxa do Brasil, está entre os imóveis atingidos. De 1904, o templo religioso é tombado na esfera municipal desde 2007, e é um marco da imigração sírio-libanesa no país. 

Membros da comunidade religiosa tiveram autorização para retirar ícones e objetos litúrgicos e, segundo eles, o altar não foi afetado. “Infelizmente o estrago foi grande”, lamentou o padre Gregório Teodoro. 

Cenas de angústia foram protagonizadas pelos comerciantes das lojas afetadas. Alguns empresários se sentiram mal, choraram e foram amparados pelos familiares. Outros ficaram apenas olhando, incrédulos. “Estão todos arrasados e preocupados”, afirmou Claudia Hurias, diretora executiva da União dos Lojistas da 25 de Março.

Outra preocupação se refere ao tempo para a liberação das ruas. A recomendação dos bombeiros é que as lojas permaneçam fechadas e não há previsão de retorno. Até o início da noite desta segunda-feira (11), alguns focos de incêndio ainda eram controlados pelos bombeiros, que utilizaram cerca de 80 pessoas e 30 viaturas em toda a ação.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Ao vivo: Câmara debate acusações de suposta censura do Judiciário ao X

Comissão de Relações Exteriores ouve Michael Shellenberger e Glenn Greenwald; assista, ao vivo, no...

Humanização da saúde: paciente relata atendimento no Hospital Municipal

“Passei pela UPA e fiquei internado aqui no hospital. Assim que a gente entra...

Após “ignorar” Davi no BBB, Paulo Ricardo tem show cancelado. Entenda

O cantor Paulo Ricardo teria tido um show em Fortaleza, no Ceará, cancelado por...

Moro: envolvimento em desvio de dinheiro da Lava Jato é “mera ficção”

Apesar de ainda não ter sido julgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por...

Mais para você