InícioEditorialPolítica NacionalSenadora diz que vai processar Ciro por ofensas machistas

Senadora diz que vai processar Ciro por ofensas machistas

Ex-governador do Ceará chamou Janaína Farias de “assessora para assuntos de cama” do ministro Camilo Santana (MEC)

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) e a senadora Janaína Farias (PT-CE) Sérgio Lima/Poder360 e Waldemir Barreto/Agência Senado

PODER360 12.abr.2024 (sexta-feira) – 7h28

A senadora Janaína Farias (PT-CE) disse que vai processar o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) por chamá-la de “assessora para assuntos de cama” do ministro da Educação, Camilo Santana.

“Ele irá responder por mais esse absurdo na Justiça”, disse a senadora em entrevista ao jornal O Globo, publicada nesta 6ª feira (12.abr.2024). “Não é possível que esse tipo de violência fique impune. Se não fizermos nada, outros homens podem se sentir confortáveis para continuar fazendo esse tipo de ataque às mulheres”, completou.

Janaína é a 2ª suplente de Camilo Santana no Senado. Ela assumiu o mandato depois de a 1ª suplente, Augusta Brito (PT-CE), se licenciar por 4 meses para atuar como Secretária de Articulação Política do Estado do Ceará.

Em entrevista à rede A Notícia do Ceará, Ciro comentou: “Quem está assumindo o Senado Federal hoje? […] Aí vai agora a assessora para assuntos de cama do Camilo Santana para o Senado da República? Onde é que nós estamos?”

A petista disse ter ficado “extremamente indignada” com as declarações de Ciro. “Apesar de conhecer o histórico deste senhor, não acreditava que pudesse chegar tão baixo.”

A senadora atribuiu os comentários a “mágoas e derrotas” acumuladas pelo ex-governador, que teriam sido “liberadas de forma violenta em um alvo que ele acreditava ser mais frágil: uma mulher”.

“É lamentável que esse tipo de discurso ainda persista, principalmente vindo de alguém que há tantos anos está na política. Toda essa experiência que ele diz ter não parece ter servido para nada. Misoginia, machismo e violência política de gênero parecem ser o único aprendizado que ele teve ao longo do tempo”, concluiu Janaína.

Leia mais:

Falas de Ciro sobre senadora são “ataques covardes”, diz Glesi Bancada feminina propõe voto de repúdio contra Ciro Gomes a Pacheco ENTENDA Janaína Farias ocupava o cargo de secretária nacional de Gestão, Inovação e Avaliação do MEC (Ministério da Educação) antes de assumir o posto no senado.

A entrevista de Ciro à rede ANC foi publicada na 6ª feira (5.abr). Nela, o ex-governador comparou Camilo Santana ao imperador romano Calígula, que teria nomeado um cavalo como senador em Roma. “Esse cara [Calígula] estava tão poderoso que para humilhar o Senado nomeou o próprio cavalo. Mal comparando […] eu pergunto, com todo respeito: qual é a obra, a realização, o preparo, que Janaína tem para ser senadora da República?”, questionou.

“Ela só fez serviço particular do Camilo, e serviço particular, assim, é o harém, são os eunucos, são as meninas do entorno. Ela sempre foi encarregada desse serviço”, acrescentou o ex-governador.

Depois da publicação da entrevista, o presidente do PT no Ceará, Antônio Alves Filho, publicou uma nota de repúdio em que classificou como “repugnantes e inaceitáveis” as falas de Ciro. “A senadora Janaína Farias tem uma trajetória de luta e coerência política. É uma nova voz das mulheres, do Ceará e do sertão nordestino”, diz o texto.

Leia a íntegra da nota:

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasileiros preferem Michelle a Janja, diz Paraná Pesquisas

Dos entrevistados, 43% dizem gostar mais da ex-primeira-dama do que da atual; 16% não...

Exclusivo: prima de cantora famosa estará em game show da Record

As gravações do novo game show da Record, o Acerte ou Caia, que será...

Entidade israelista no Brasil critica Lula: “Michel ficou para trás”

Instituições e movimentos israelitas no Brasil divulgaram notas em que lamentam a morte do...

Mais para você