InícioNotíciasPolíticaSoda cáustica em contato com a pele? Médico explica como tratar

Soda cáustica em contato com a pele? Médico explica como tratar

Isabelly Aparecida Ferreira Moro, de 23 anos, foi alvo das manchetes na última semana após ser atacada com soda cáustica em Jacarezinho (PR), na quarta-feira (22/5). Inicialmente, a Polícia Militar do Paraná informou que a substância com a qual a vítima foi atingida era ácido. No dia seguinte ao ataque, no entanto, a mulher presa como autora do crime afirmou, em depoimento, que se tratava de soda cáustica, que é uma base, e que agiu por ciúmes do atual namorado, ex-companheiro de Isabelly.

A soda cáustica, também conhecida como hidróxido de sódio, é uma substância altamente corrosiva e tóxica utilizada em produtos de limpeza doméstica.

A polícia havia informado que a vítima havia tido queimaduras na região do rosto e do peito, mas, de acordo com a mãe da jovem, Regiane Ferreira, o rosto dela está “perfeito”.

“As queimaduras foram dentro da boca. Fora, não. Não tem nada no rosto dela. Está perfeita. Não afetou nenhum órgão, só a boca. Ela está conversando, está ciente de tudo o que aconteceu. Está bem, graças a Deus”, disse Regiane. A fala ocorreu durante entrevista a um programa de auditório da TV Globo, na manhã da segunda-feira (27/5).

Jovem atacada com soda cáustica teve queimaduras dentro da boca Em conversa com a coluna Claudia Meireles, o dermatologista Thiago Perfeito alerta para os perigos do produto: “A soda cáustica é altamente corrosiva e pode causar queimaduras graves na pele. Dependendo da exposição, causa dor intensa, vermelhidão e formação de bolhas”.

“Quando um paciente chega ao hospital com queimaduras causadas por soda cáustica, o tratamento visa minimizar a dor e danos adicionais, ajudar na cicatrização e na prevenção de infecções da pele”, explica.

Perfeito acrescenta que, após a alta hospitalar, é importante que o paciente continue com cuidados em casa para ajudar na cicatrização da pele e evitar complicações, como infecções, com a limpeza das feridas e aplicação de pomadas e/ou outros medicamentos que tenham sido prescritos pela equipe médica.

É possível reverter os danos?

De acordo com o dermatologista, é possível reverter os danos causados pela soda cáustica na pele, mas tudo depende da gravidade da queimadura química. “Embora a regeneração completa do tecido original possa não ser possível em todos os casos, há tratamentos que podem ajudar a melhorar significativamente a aparência da área afetada com cremes, peelings e lasers”, compartilha.

Soda cáustica em contato com a pele? Médico explica como tratar Como se proteger?

Thiago Perfeito afirma que a principal forma de proteger a pele ao usar soda cáustica para limpeza é com os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como luvas de borracha, óculos e roupas de proteção. “Em caso de contato, sempre lavar com água corrente e procurar um serviço médico”, finaliza.

Para saber mais, siga o perfil de Vida&Estilo no Instagram.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Brasil derrete e dólar dispara quando Lula abre a boca, diz Flávio

Filho do ex-presidente Bolsonaro declara que ao final do mandato do petista o brasileiro...

Moraes ironiza e diz que é chamado de “único comunista” do STF

O ministro Alexandre de Moraes brincou com a alcunha de “comunista”, muitas vezes dirigida...

Análise de Sistemas está entre as profissões com futuro garantido

A carreira de especialista em Análise de Sistemas está entre as mais promissoras do...

TCU aprova contas do governo em 2023, mas aponta distorções de R$ 20 bi

A auditoria apurou, ainda, R$ 114,6 bilhões em limitações de escopo no ativo total,...

Mais para você