InícioEditorialPolítica NacionalVice-governador de SP faz balanço do primeiro ano da gestão: ‘Governo de...

Vice-governador de SP faz balanço do primeiro ano da gestão: ‘Governo de mudança, mas não de ruptura’

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, o vice-governador de São Paulo, Felício Ramuth (PSD), fez um balanço do primeiro ano da gestão de Tarcísio de Freitas (Republicanos) à frente do governo paulista. Para o mandatário, a principal característica do novo comando foi manter o que já estava sendo feito no Estado, sem interromper obras ou iniciativas de gestões passadas: “O governador Tarcísio, assim que assumiu, teve o objetivo de fazer um governo de mudança, mas não um governo de ruptura (…) A diferença do governador Tarcísio no governo do estado de São Paulo foi que ele o fez sem descontinuar qualquer tipo de programa (…) Por isso que a gente conseguiu, ao longo do primeiro ano, entregar tantas realizações diárias. Foi um compromisso também do governador de que nenhuma das obras em andamento seria interrompida”. Na sequência, Ramuth destacou os investimentos feitos em segurança pública, mas ponderou que ainda há mais a ser feito nesta área.

“Aumento [salarial] de até 32% para os policiais militares e civis, com uma média de 20%. Hoje, são 14 mil vagas em novos concursos (…) Neste momento, mais 1.600 policias em formação, além de investimentos em armas, coletes, novos helicópteros e novas viaturas. A gente teve na região central da cidade de São Paulo, segundo dados da 1ª Seccional, que engloba as várias delegacias da região central, redução de até 51% em roubos e 30% em furtos (…) A gente sabe que tem muito por fazer ainda na área de Segurança Pública”, declarou. Sobre a situação da chamada Cracolândia, no centro da cidade de São Paulo, o vice-governador apontou que, entre 1.200 frequentadores identificados pelo governo, mais de 600 estariam descumprindo medidas judiciais.

O mandatário disse que comunicou a Justiça a respeito deste levantamento, mas ressaltou as medidas de saúde feitas pela gestão para ajudar os usuários de drogas da região: “A gente pôde oferecer também tratamento e acolhimento através do Hub de Cuidado com Crack e outras Drogas. São 18.000 atendimentos e 6.000 internações, de toda a região metropolitana e centro da cidade de São Paulo (…) Dados mostram evolução no centro, mas muito aquém do que nós desejamos. É um problema de 30 anos, mas o governador está comprometido politicamente, em conjunto com o prefeito Ricardo Nunes”. A respeito das obras retomadas, Ramuth deu um novo prazo para a conclusão da Linha 17-Ouro do Monotrilho e do Rodoanel Norte e explicou o que a gestão fez para acelerar os empreendimentos.

“2026 é a nossa entrega. Temos esse compromisso até o final de 2026. As obras da Linha-17 foram retomadas, a cada dia há a contratação e mobilização de mais trabalhadores na região (…) Nosso compromisso é 2026 (…) Em relação ao Rodoanel, são três anos para a entrega da obra (…) Quando nós assumimos, a Linha 17 estava nas mãos de uma construtora que estava devagar, quase parando, ou parando e muito devagar. Era hora de trocar essa construtora, fizemos todo o trabalho jurídico necessário e agora a retomada da Linha 17 (…) Também vem aí o túnel Santos-Guarujá e a licitação do trem intercidades, ligando São Paulo a Campinas”, explicou. Confira a entrevista completa no vídeo abaixo.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Segmento de alimentação abre oportunidades às empresas no Ceará

Saúde, bem-estar e inovação também impulsionam empreendedores no Estado, segundo o Sebrae No Ceará,...

Sete anos após Joesley delatar, Lula vai à JBS e critica a “mentira”

Lula visitou nessa sexta-feira uma indústria de processamento de carne da JBS, elogiou os...

O candidato de Lula a presidente da Câmara não será o de Arthur Lira

A fala original de Ulysses Guimarães, presidente do MDB, da Câmara dos Deputados e...

Atletas olímpicos “convocam” a população para votar nas Eleições 2024

No ano em que o mundo voltará os olhos para os Jogos Olímpicos de...

Mais para você