Chegou o fim para Fiat Freemont e 500

Mais dois modelos da Fiat dão adeus ao mercado nacional. Os mexicanos Freemont e 500 já não são importados desde 2015 e restam somente estoques antigos nas revendas. Cada um sai de cena por um motivo diferente, o crossover deixa de ser comercializado pelo baixo volume de vendas, já o compacto deixa ser vendido pelo alto preço do dólar.

Oficialmente, o fabricante nega que os modelos foram descontinuados e diz que apenas não importou novos lotes. Porém, fontes ligadas a Fiat e concessionários confirmam que os modelos não fazem mais parte dos planos dos fabricantes.

Lançado em 2011, o Freemont era uma versão Fiat do Dodge Journey. No visual o que mudava era a grade dianteira e emblemas. A maior alteração em relação ao irmão era o motor menos potente. O Freemont usava motor 2.4.

 teste_fiat_freemont_12-1024x587

De 2011 a 2015, o Freemont emplacou 22.593 unidades. Em 2016, até setembro, o modelo não figurou entre os 40 mais vendidos, o que indica que ele vendeu menos 450 unidades. O melhor ano do Freemont no Brasil foi em 2012, quando emplacou 11.330 unidades.

O Freemont era vendido nas versões Emotion (cinco lugares) por R$ 109.500 e na Precision (sete lugares) por R$ 119.900.

Comercializado no Brasil desde 2009, o 500 teve duas nacionalidades e duas fases distintas no mercado nacional. De 2009 a 2010, o compacto veio da Polônia e não fez muito sucesso vendendo apenas 1.902 unidades.

teste_fiat_500c_37-1024x682

O modelo polonês era comercializado com motor 1.4 16V e opções de câmbio manual de seis velocidades e o Dualogic de cinco marchas. A partir do segundo semestre de 2011, o 500 passou a vir do México e viu suas vendas crescerem. Mexicano, o modelo era vendido com motor 1.4 EVO, com câmbios manual e Dualogic de cinco velocidades, o 1.4 16 Multiair com câmbio automático de seis velocidades e o 1.4 Multiair Turbo.

Em 2012, 0 500 teve sua melhor participação no mercado nacional quando emplacou 15.920 unidades. No total, de 2012 até setembro de 2016, o compacto vendeu 31.376 modelos.

Ainda figurando no site da marca por conta dos estoques nas concessionárias, o 500 era vendido nas versões Cult 1.4 EVO Flex (R$ 56.900), Cult 1.4 EVO Dualogic (R$ 59.900), Cabrio 1.4 8V (R$ 64.900), Cabrio Dualogic 1.4 EVO (R$ 67.900), Cabrio Automático 1.4 16V (R$ 82 mil) e na Abarth 1.4 16V Multiair Turbo (R$ 94 mil).

Veja abaixo as versões do 500 ao longo de sua jornada no mercado nacional:

500 Sport (2009-2011)
Motor: 1.4 16V (gasolina)

500 Lounge (2009-2011)
Motor: 1.4 16V (gasolina)

500Cult (2011-2016)
Motor: 1.4 EVO (gasolina/etanol)

500 Sport Air (2011-2013)
Motor: 1.4 16V MultiAir (gasolina)

500 Lounge Air (2011-2013)
Motor: 1.4 16V MultiAir (gasolina)

500 Cabrio (2012-2016)
Motores: 1.4 EVO e 1.4 16V Multiair

500 Abarth (2014-2016)
Motor: 1.4 16V Mulitiair Turbo

Por | UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *