Major Gilson fala sobre o fim da greve de policiais de Itamaraju

Passado o período de greve da Polícia Militar da Bahia, que também contou com adesão de policiais militares da 43ª CIPM, já se percebe na cidade de Itamaraju o retorno à normalidade dos serviços de segurança pública, com a presença de um número maior de policiais militares nas ruas. O movimento teve duração de 10 dias, com a desordem tomando conta de várias cidades baianas, principalmente nos grandes centros urbanos, com roubos, arrastões e homicídios, chegando definitivamente ao fim no sábado (11/02), com a decisão tomada em assembléia de policiais realizada no Sindicato dos Bancários em Salvador.

A adesão em Itamaraju aconteceu na noite do dia 02/12, quando, após reunião com o presidente da Associação de Praças de Teixeira de Freitas (APRATEF), Soldado Souza, os policiais militares da unidade resolveram acompanhar o movimento. Preocupado com a segurança nas cidades que fazem parte da área de responsabilidade da 43ª CIPM, o Major Gilson paixão, Comandante, fez um acordo com a Associação no sentido de não haver a paralisação total dos serviços e, em conversa com a tropa, os policiais militares, que na sua esmagadora maioria residirem nas mesmas cidades em que trabalham, foram sensibilizados, de modo que assumiram o compromisso de se apresentarem fardados para o serviço e, mesmo ficando aquartelados, atenderem às ocorrências de maior complexidade, como roubos, acidentes de trânsito com vítima, tentativas de homicídios e homicídios, o que de fato aconteceu nos dias de paralisação parcial do policiamento.

Dessa forma, o movimento, diferentemente de outros lugares, deu-se de forma pacífica nas cidades de Itamaraju, Prado e Jucuruçu, com os índices diários de ocorrências policiais permanecendo dentro de níveis aceitáveis. E embora nos primeiros dias de paralisação tenha havido a divulgação boca-à-boca de que ocorreram vários assaltos em lojas e arrastões na área comercial da cidade de Itamaraju, essas informações, de acordo com a polícia, não foram confirmadas pelos comerciantes.

O Major Gilson Paixão elogiou os policiais militares da unidade pela postura adotada no período de greve e pelo comprometimento com o serviço policial, pois mesmo sendo solidários ao movimento grevista, em nenhum momento se furtaram de atender aos chamados da comunidade para as ocorrências de maior gravidade, ratificando o compromisso da Polícia Militar com a sociedade e, sobretudo, por terem cumprido a determinação do Comandante Geral da PMBA para que retornassem efetivamente ao serviço, o que aconteceu já na quinta-feira (09/02), com as viaturas da unidade, além de atender às ocorrências oriundas do número de emergência, realizando patrulhamento na área comercial e nos bairros periféricos das cidades.

A 43ª CIPM já vem intensificando o policiamento com rondas pelos bairros, blitzes e abordagens nas cidades de Itamaraju, Prado e Jucuruçu, visando coibir algumas práticas contrárias às leis, percebidas nos dias em que houve uma diminuição do policiamento nas ruas. E com a retomada da normalidade dos serviços de segurança pública na nossa área de responsabilidade, os nossos policiais já estão sendo mobilizados e preparados para serem empregados na “Operação Carnaval 2012”, a fim de garantir que os turistas e nativos se divirtam em um clima de tranqüilidade e segurança durante o período carnavalesco na cidade de Prado”, concluiu o major.

Por / ASCOM 43ª CIPM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *